quinta-feira, 29 de novembro de 2012

ILAN BRENMAN - O CONTADOR DE HISTÓRIAS

 
 
 
Ilan Brenman - o contador de histórias
 
 
 

Ilan Brenman - o contador de histórias



Ele ainda cursava Psicologia na PUC-SP quando percebeu que sua vida profissional não seria feita de ouvir as histórias dos futuros pacientes. O despertar da paixão pela literatura infantil e juvenil começou em 1992 quando ele ainda trabalhava como estagiário num projeto de educação não-formal e encantava crianças contando histórias. Esta descoberta fez com que ele se apaixonasse pela literatura infantil e juvenil. Remonta desta época suas primeiras criações literárias como o famoso “ O Pó do crescimento” história que virou livro em 2001 pela Ed. Martins Fontes e foi relançado numa edição especial em 2011. Além de suas criações literárias, ao longo de 20 anos, Ilan montou um acervo de cerca de quatro mil livros infantis em sua casa.

 
 
 

Em 1997 ingressou no projeto Biblioteca Viva, da Fundação Abrinq, onde trabalhou por 5 anos na formação de educadores em creches, comunidades de risco e assentamentos de terra. Durante este período teve contato com públicos diversos, de crianças portadoras de deficiências a adolescentes hospitalizados. Depois desta experiência continuou circulando pelo pais dando consultoria e assessoria na área de formação do leitor e humanização hospitalar.

Ilan fez mestrado e doutorado na Faculdade de Educação da USP. Seus trabalhos acadêmicos sempre defendem uma literatura infantil e juvenil livre da ideologia do “politicamente correto” e com muito respeito à inteligência e a sensibilidade da criança e do jovem leitor. Seu trabalho acadêmico foi publicado pela editora Aletria em m aio de 2012.( Através da vidraça da escola e A condenação de Emilia ).


Desde 1997 Ilan já publicou mais de 50 livros infantis e juvenis. Ganhou inúmeras vezes o selo “Altamente Recomendável” da Fundação Nacional do Livro Infanto Juvenil. Pela mesma Fundação ganhou três prêmios: Melhor livro de reconto 2009, pelas “14 Pérolas da Índia” (Ed”. Binq Book), e Melhor livro-Imagem 2010, pelo” Telefone sem Fio” (Ed Cia da Letrinhas) e Melhor Livro Infantil de 2011 pelo “ O Alvo” ( Ed. Ática) . Seus livros são também presença constante no catálogo brasileiro levado a feira Internacional de Bolonha.
Em 2012 seu livro “O Alvo” (Ed. Ática) foi selecionado para o catálogo Withe Ravens (Munich/Alemanha), o que significa fazer parte do melhor que foi publicado no mundo em 2011.
Desde 2011 os livros de Ilan ultrapassaram as fronteiras brasileiras e hoje já são publicados na Europa e Ásia..
Atualmente Ilan compartilha suas reflexões sobre educação, cultura e outros vários assuntos em sua coluna mensal na Revista Crescer “Palavrórios e Rabugices”  E também percorre o Brasil e o mundo dando palestras e participando de mesas de debate em feiras de livros, escolas, universidades públicas e privadas sobre temas contemporâneos nas áreas de cultura, família, literatura e educação



VISITE O SITE DO ESCRITOR



Nenhum comentário: