terça-feira, 22 de janeiro de 2013

CONVITE PARA CAFÉ CONCERTO - O PODER TRANSFORMADOR DA ARTE NESTA QUINTA-FEIRA 25 DE JANEIRO DE 2013

 
Será nesta quinta-feira dia 25 de janeiro de 2013
 
CAFÉ CONCERTO
O PODER TRANSFORMADOR DA ARTE
 
Encontro para degustação de poesias e músicas que atuam como um fio de Ariadne para realizar a travessia dos múltiplos universos interiores, mediados pela expressão da arte.
Mediadoras: Cristiana Seixas, Dília Gouveia, participação Kátia Sasso (voz) e Ivo Carvalho (violão)
 
 
 
(clicar na imagem para ampliar)
 
                                                          Ariadne e Bachus pintura de Antoine Jean
As desventuras de Ariadne ou Ariadna, filha de Pasífae e de Minos, rei de Creta, começaram quando ela deu a Teseu, seu amado, o fio que lhe permitiria sair do labirinto onde vivia o Minotauro, metade touro e metade homem.
Depois de deixar Creta junto com Teseu, este, talvez obedecendo a ordens de Atena, abandonou-a à própria sorte na ilha de Naxos.
O destino posterior de Ariadne é objeto de versões divergentes. Segundo uma, ela teria se suicidado em Naxos; segundo outra, teria encontrado a morte ao dar à luz em Chipre.
A versão mais difundida é a de que Afrodite sentiu piedade pela jovem abandonada e lhe deu por esposo o deus do vinho, Dioniso. Dessa união teriam nascido dois filhos.
Outra versão do mito afirma que Ariadne morreu em consequência da intervenção de outra deusa, Diana, por sua vez incitada pelo próprio Dioniso.
A origem do mito de Ariadne deve ser buscada na Creta minoica e em algumas ilhas próximas, como Naxos, ou mais afastadas, como Chipre, onde era considerada deusa da vegetação.
Os habitantes de Naxos, por exemplo, costumavam homenagear Ariadne com alegres festivais e sacrifícios de caráter ritual.
 
Teseu e o Minotauro
 
Ariadne, uma bela princesa da mitologia grega filha de Minos e Pasífae, tinha um meio irmão monstruoso, Minotauro. Minotauro, meio homem, meio touro, era filho de Pasífae com um touro branco. Este monstro vivia num labirinto no palácio de Cnossos. O labirinto era tão complexo que Daedelus, o arquiteto que o construiu, morreu ao não conseguir encontrar a saída.
Todos os anos eram entregues a Minotauro 7 rapazes e 7 raparigas de Atenas, como sacrifício.
Um dia um jovem semi Deus chamado Teseu foi a Atenas para matar o Minotauro.
Ariadne que amava Teseu receou que este morresse no labirinto, não conseguindo encontrar a saída. Então, entregou a Teseu um fio de lã, que ficaria preso na entrada do labirinto, fazendo com que Teseu conseguisse retornar após ter cumprido a sua missão.
Teseu prometeu casar com Ariadne e, ambos partiram de barco.
Ao chegarem à ilha de Naxos, Teseu abandonou Ariadne. Esta, desesperada atirou-se ao mar, procurando a morte.
Bacchus (deus grego) segurou-a em seus braços e imediatamente se apaixonou por Ariadne, casaram-se e tiveram filhos, quando Ariadne morreu, Bacchus colocou no céu em forma de estrelas a sua coroa, como lembrança do seu amor.
 
Dília Gouveia - mediadora

Cristiana Seixas - mediadora

Kátia Sasso (voz) e Ivo Carvalho (violão)



 

SERVIÇO:

DATA: 25 DE JANEIRO DE 2013 (QUINTA)
LOCAL: RIO YATCH CLUBE
ENDEREÇO: ESTRADA FRÓES, 418 - SÃO FRANCISCO - NITERÓI - RJ
HORÁRIO: 19:30 h



Nenhum comentário: