terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

CONVITE PARA 15º GIRO CULTURAL - TODO A PÉ - EVENTO DA IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

 
 
 
 
 
 
 
 
O Giro Cultural de março tem encenação de
 “O Pequeno Príncipe”
e relançamento de livro infantil
 
Segundo evento do ano acontecerá no dia 09 de março com o livro de Carlos Taím e releitura da famosa obra francesa
Com entrada gratuita, a 15ª edição do Giro Cultural acontecerá no sábado, 09 de março, mais uma vez no Centro de Niterói, com uma programação bastante animada. O público poderá conferir o relançamento do livro infantil “A onça, o macaco e o vento” do escritor Carlos Taím. Em seguida, já na Sala de Cultura Leila Diniz, haverá a releitura do clássico “O Pequeno Príncipe” para o teatro. O evento terá início às 10h.
O ponto de partida do percurso cultural será na Livraria Ideal, onde o escritor Carlos Taím estará relançando o livro infantil “A onça, o macaco e o vento”, da editora Muiraquitã, que aborda, através de poemas, temas referentes aos animais e a natureza. A obra, que foi lançada no final do ano passado, tem ilustrações de Ricardo Goulart.
 
 
 
 
 

 
Carlos Taim é o pseudônimo de Carlos Hermann Corner. Ele nasceu no bairro do Cosme Velho, Rio de Janeiro, onde morou até os sete anos de idade. Fez o antigo Curso Primnario na Escola Mackenzie em São Paulo, depois, com a mudança da família para o sítio em Colubanndê, São Gonçalo, terminou o segundo grau no Colégio Brasil em Niterói.
 
Desde muito cedo foi compelido pelos pais a exercer a profissão de engenheiro civil, a mesma de seu avô, de seu pai e de três tios, o que cumpriu formando-se em Curitiba. De volta a São Gonçalo, exerceu a profissão até a aposentadoria, convivendo serenamente com as atividades tecnológicas e o diletantismo na busca das criaçõe artísticas, fruto da herança materna. A mãe Ilná Pontes de Carvalho era poetisa de Belém do Pará.
 
Tomando consciência disto, sua meta foi sempre a poesia e o teatro. Escreveu e montou a peça infanto-juvenil Brincando com a Máquina do Tempo no Teatro Opinião em Copacabana na década de 70. Mora atualmente em Niterói, onde escreveu o presente poeminha travesso e acumula na gaveta material para um futuro livro de poesias.
 
 
 

 
 
 
A partir de 12h, na Sala de Cultura Leila Diniz, a companhia ArteCorpo e Cia irá apresentar uma adaptação para o teatro de “O Pequeno Príncipe”, do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry.
 
 
 
 
SERVIÇO:
EVENTO GRATUITO
15ª edição do Giro Cultural
10h
Relançamento do livro “A onça, o macaco e o vento”, do escritor Carlos Taím
Endereço: Livraria Ideal, na Rua Visconde de Itaboraí, 222, loja 3 – Centro de Niterói.
12h
Apresentação da peça “O Pequeno Príncipe”, do grupo ArteCorpo e Cia
Endereço: Sala de Cultura Leila Diniz, na Rua Heitor Carrilho, 81 – Centro de Niterói.
 
 
IDEALIZAÇÃO:
 
NOVA IMPRENSA OFICIAL DO RIO D JANEIRO
 
 
 
 
 
 
 
E VOCÊ AINDA PODERÁ APRECIAR A EXPOSIÇÃO
 
 Estado de Concentração - A Violência Muda
 

 
 
Noiva do homem achatada - escultura
 
 
****
 
 
Exposição Estado de Concentração  - A Violência Muda
será a nova atração da Sala de Cultura Leila Diniz

 

A exposição Estado de Concentração – A violência Muda, do fotógrafo, psicanalista e escritor, Hugo Denizart, é a próxima atração da Sala de Cultura Leila Diniz, em Niterói. A mostra, que já esteve em exibição nos salões do Museu de Arte Moderna (MAM) de novembro a janeiro de 2013, chega ao espaço cultural da Imprensa Oficial no dia 5 de março. São cerca de 40 painéis com fotografias de bonecos descartados em um galpão no Cais do Porto do Rio de Janeiro. Os protagonistas das fotos de Hugo Denizart são restos amontoados de alegorias de carnaval antes usadas em desfiles de escolas de samba.
 
 
Hugo Denizart - fotógrafo, psicanalista e escritor
 
Os restos do carnaval fazem parte do trabalho do fotógrafo há mais de três anos. “O meu interesse sempre foi trabalhar com o mais precário, o deixado de lado, o que não tem importância. As ruínas do carnaval sempre me fascinaram”, conta Hugo. As fotografias de bonecos que se assemelham a corpos humanos estão dispostas, de modo fragmentado, em painéis de 2 metros de altura e todas são diferentes entre si.
Denizart, que busca unir em seu trabalho a fotografia à sua experiência como psicanalista, pretende com esta exposição, fazer com que o público pense de forma diferente e crie uma reflexão em meio à rotina do dia-dia. “È uma armadilha do olhar, onde os visitantes poderão apreciar fotografias semelhantes, mas nunca idênticas. Cada imagem guarda um detalhe único”.
A Sala de Cultura Leila Diniz se destaca pelas modernas instalações projetadas para abrigar atividades variadas, desde exposições até apresentações musicais, onde o público também tem a chance de apreciar o jardim externo do local, inspirado na obra do paisagista Burle Marx.
Serviço
Estado de Concentração – A VIOLÊNCIA MUDA
Local: Sala de Cultura Leila Diniz
Endereço: Rua Professor Heitor Carrilho, 81, Centro, Niterói.
 
Data: 5 a 27 de março de 2013
Horário de funcionamento: de segunda a sexta,
das 10h às 17 horas. E sábados, das 14h às 17h.
ENTRADA FRANCA
 
 
 

Nenhum comentário: