quinta-feira, 28 de novembro de 2013

NÚCLEO DE PRODUÇÃO DIGITAL EXIBE CURTAS NACIONAIS NA HORA DO ALMOÇO. CONFIRA.

 

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) inicia na segunda-feira, dia 2 de dezembro, o CineAlmoço, com exibições gratuitas nas segundas e sextas-feiras, às 12h30 e 13h , de curtas-metragens nacionais. A sessão é uma opção de atividade cultural compatível com o horário do almoço e voltada, principalmente, para o público que trabalha no centro de Niterói.



Além do dia 2, haverá exibições no mês de  dezembro nos dias 06, 09, 13, 16 e 20.
A programação completa, com sinopses, se encontra no blog do NPD http://www.npdniteroi.blogspot.com  


A estréia, dia 2, terá a exibição dos curtas Cartão Vernelho, 3 Minutos e Messalina, todos dirigidos por mulheres, no programa “Olhares Femininos”.
 

 
O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “Cine Música”  o filme  “Loki – Arnaldo Baptista”, dirigido por Paulo Henrique Fontenelle   Ele será apresentado no cineclube do Núcleo no dia 5 de dezembro, quinta-feira, às 17h30, com entrada gratuita. 
O documentário retrata a vida e a obra de Arnaldo Baptista, líder e fundador da banda Os Mutantes, um dos grupos musicais mais importantes da MPB e fundamental no movimento musical conhecido por Tropicália. Além do próprio Arnaldo Baptista, vários artistas que acompanharam e participaram da trajetória dos Mutantes e da posterior carreira solo do músico, prestam emocionados depoimentos: Tom Zé, Sérgio Dias (irmão de Arnaldo e que,  junto com Rita Lee, integrava os Mutantes), Gilberto Gil, Roberto Menescal e Liminha. Falam também os fãs mais recentes como Lobão, Sean Lennon e Devendra Banhart  além de Kurt Cobain e o crítico Nelson Motta. Na parte final o documentário registra a volta dos Mutantes em 2006 (com Zélia Duncan no lugar de Rita Lee), com destaque ao show em homenagem à Tropicália realizado no Barbican Centre, em Londres.
O filme foi exibido em 2008 no Festival do Rio e na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, ganhando o prêmio de Melhor Documentário pelo  Júri Popular em ambas as ocasiões. Na trilha-sonora são ouvidos vários clássicos dos Mutantes, como “Qualquer Bobagem”, “Ando Meio Desligado”, “Balada do Louco”, “Top Top”, “Tecnicolor” e “Panis et Circenses”, algumas delas em versões raras, além de músicas da primeira banda de Arnaldo Baptista, O’Seis; de sua carreira solo; e de outros projetos idealizados pelo compositor, como a peça de teatro Heliogábalo, da qual foi diretor musical.  

 

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD)
fica na rua Visconde de Uruguai 300,
centro de Niterói.
Mais informações: 2622-1324.


Nenhum comentário: