segunda-feira, 28 de abril de 2014

POEMAS DE ALBERTO ARAÚJO NO PROGRAMA ALMANAQUE DA RÁDIO ROQUETTE PINTO. CONFIRA.

Aconteceu pela Rádio Roquete Pinto do Rio de Janeiro, domingo dia 27 de abril, das 7 às 8 horas com transmissão ao vivo, a audição de dois poemas de Alberto Araújo. No caso este amigo editor de vocês.
No PROGRAMA  ALMANAQUE bloco Literatura do apresentador Iterbio Aldrighi, pela Rádio Roquette Pinto, 94,1 FM.
E on-line pelo site  www.94fm.rj.gov.br    
 
A apresentação dos dois poemas foi na voz de Patrícia Gregory.
 

(CLIQUE NO LINK PARA ASSISTIR AO FILME)



OU CLICAR NO LINK PARA ASSISTIR NO CANAL YOU TUBE DO FOCUS

https://www.youtube.com/watch?v=V0WaqDl2l1A   


'ALMANAQUE' - revista eletrônica de Cultura, com múltiplas e variadas seções, como 'Teatro', 'Literatura', 'Memória do Rádio', 'Saudade Não Tem Idade', 'Cada Música, uma Estória', 'Alma das Coisas', 'Cantores do Rádio', 'O Cinema e seus Filmes' e muitas outras.

Aos domingos, de 7 às 8 horas, pela Rádio Roquette Pinto, 94,1 FM, 
com produção de Iterbio Aldrighi. Apresentação de Iterbio Aldrighi e Patrícia Gregory. 



APRESENTAÇÃO DO PERFIL E POEMAS DE ALBERTO ARAÚJO
JOSÉ MAURÍCIO E PATRÍCIA GREGORY



POEMAS DE ALBERTO ARAÚJO




O TEMPO O tempo abotoa a todos nós
com seus botões de destino transfigurador...
o que flui - atravessa o tabuleiro das horas.

O nó de sua gravata aperta mais,
no decorrer de nossas caminhadas
contra a sua própria face.


O tempo passeia por nós
com seus monumentos azuis
e transformadores.
Compete-nos:
saber – conhecer os desafios,
e a cada momento tentar elucidá-los.

O tempo divulga:
As áreas boas e perigosas
e no desenrolar das horas
arma e desarma esgrima.

Somente o tempo diz tudo.
somente com o tempo a cicatriz sara...



INFÂNCIA DO POETA




Dia de febre e piano,
na minha abscissa e algébrica
memória ancestral.

Chega a mim
esse dilúvio de ombros e braços,
provindo da ventania do tempo.

Uma fome de coisas passadas,
Um dia de lucidez e coros.
Vem em espécie de fio de labirintos.
Na ocasião noturna, agora.
Bate à porta:
As brincadeiras puerícias,
os rinchos dos cavalos nos campos,
o corte da cana-de-açúcar,
o gostoso comer da manga no pé,
o cuscuz de arroz, o bolo de fubá
os gansos fazendo amor,
o lago, o milharal,
o banho nas águas do Rio Parnaíba – Velho Monge,
o comer e beber pão e vinho
em torno da mesa e família.

:

Dia de árvores e plumas,
na distante memória ancestral.

Chega a mim,
essa luz de pássaros e frutos.
Provindos da ventania do tempo...



PROGRAMA  ALMANAQUE bloco Literatura do apresentador Iterbio Aldrighi, pelo Rádio Roquette Pinto, 94,1 FM. E on-line pelo site  www.94fm.rj.gov.br  
A apresentação dos dois poemas na voz de Patrícia Gregory.








ACESSE O SITE DA RÁDIO ROQUETTE PINTO

CLICAR NO LINK



2 comentários:

Cyana Leahy disse...

Parabéns, poeta! Continue divulgando a arte da palavra, em prosa e verso.

Abraço carinhoso,
Cyana Leahy

Hilário Francisconi - escritor disse...

Os teus versos, amigo, são aqueles que já maravilham nossas vidas porque carregados de sentimento e vida, e ainda mais intensos e cativantes declamados na voz de Patrícia Gregory, na Rádio Roquette Pinto. Obrigado pelos poemas, Alberto, sucesso a você e a toda equipe da Rádio.
Hilário.