segunda-feira, 30 de novembro de 2015

LANÇAMENTO E LEITURA DRAMATIZADA DO LIVRO A ÚLTIMA NOITE DE KAFKA DE CLÁUDIO AGUIAR PRESIDENTE DO PEN CLUBE DO BRASIL. CONFIRA.

 
CLICAR NA IMAGEM PARA ASSISTIR AO VÍDEO
 

 
OU CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE DO
FOCUS PORTAL CULTURAL
 
 
 
Para celebrar seus 70 anos,  nos dias 18 e 19 de novembro o escritor Cláudio Aguiar lançou o livro A Última Noite de Kafka e Outros Dramas - Teatro Reunido - Edição: Academia Brasileira de Letras / Ibis Libris, 2015. O livro foi ofertado aos amigos, agraciados com mais de 900 páginas em que se reúnem outras peças do  ilustre dramaturgo, inclusive o Suplício de Frei Caneca.
Na mesma ocasião, numa festiva encenação teatral realizada na sede do PEN Clube do Brasil,  foi representado o monólogo: A ÚLTIMA NOITE DE KAFKA, sob a direção de José Francisco Filho com a especial participação dos atores Manoel Constantino e Moisés Neto e do técnico cenográfico Ibson Quirino.  
A FECUNDIDADE DE SUA PRODUÇÃO
Com mais de 25 livros editados nos gêneros romance, teatro e ensaio, Cláudio Aguiar, biógrafo, romancista, historiador, dramaturgo, ensaísta e poeta, nasceu na cidade de Poronga, Ceará, em 1944, tornando-se nome bastante conhecido entre a intelectualidade nacional e europeia. Há anos vem-se dedicando  a uma escrita, na qual, em fraterno enlace, a realidade e a ficção se complementam com  expressiva musicalidade.
Fundador de Caliban, uma revista de cultura, na qualidade de editor-responsável publicou 10 (dez) números (1998-2007). É membro de várias entidades culturais e literárias, dentre as quais se destacam: Academia Pernambucana de Letras, Instituto Arqueológico Histórico e Geográfico Pernambucano (IAHGP), Academia Carioca de Letras,  Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) e PEN Clube do Brasil, do qual é seu Presidente. Também  é o atual Presidente da Fundação Miguel de Cervantes de Apoio à Pesquisa e à Leitura da Biblioteca Nacional.
HOMENAGENS E PRÊMIOS
Na categoria de romancista, dramaturgo, ensaísta e poeta, Cláudio Aguiar recebeu vários prêmios e distinções, em virtude do conjunto de sua obra. Dentre eles, o prêmio-homenagem  internacional, de 1994, concedido pela prestigiosa Cátedra de Poética Fray Luís de León, da Universidade Pontifícia de Salamanca (Espanha), ocasião em que lhe foi outorgado também o título de honor pela mesma Universidade e, em 2009;  o Prêmio Ibero-americano de Narrativa “Miguel de Unamuno” pelo livro El rey de los bandidos, publicado pela Editorial Verbum, de Madrid.
 Em outubro de 2012, Aguiar recebeu o Título de Cidadão de Salamanca (Huésped Distinguido), concedido pela Prefeitura (Ayuntamiento) por decisão unânime da Câmara local, distinção conferida a grandes personalidades da cultura e das letras. OBRAS PUBLICADAS: Caldeirão: A guerra dos beatos; Francisco Julião: Uma biografia (Prêmio Jabuti 2015) ;  Franklin Távora e o seu tempo (biografia); O monóculo & o calidoscópio; Suplício de Frei Caneca;  A Última Noite de Kafka e Outros Dramas e outros.
O PEN CLUBE NO CENÁRIO CULTURAL DO RIO
Espírito altamente empreendedor, dinâmico e competente, Cláudio Aguiar  tem dinamizado intensamente o PEN Clube do Brasil,   promovendo encontros de variados matizes naquela entidade cultural. Muito rara é a semana em que não sejam agendadas palestras, um debates, ou mesma  uma reunião em que as ideias circulem em intercâmbio entre os presentes. O PEN Clube, sob a sua eficiente direção, ganhou nova representatividade tanto no Brasil, quanto no exterior, com interna participação nos direitos do escritor.
O SUCESSO NA REPRESENTAÇÃO DA PEÇA DE AGUIAR SOBRE KAFKA
O público assistiu, emocionado, à peça, criação de Cláudio Aguiar em que ele imagina Kafka, na sua última noite de vida, afásico no hospital, mergulhado em alucinações, fazendo um balanço de sua vida num monólogo. O romancista cearense criou, baseado em fatos concretos da existência do autor de A metamorfose,  de  A colônia penal e outras obras, o drama interno de Kafka...
 
ALGUMAS IMAGENS DO LANÇAMENTO E DA LEITURA DRAMATIZADA

 
Cláudio Aguiar - escritor
autor de A Última Noite de Kafka e Outros Dramas.

O ator Moisés Mello Neto
(Encenando Kafka no PEN Clube do Brasil).



Personalidades e sócios do PEN Clube do Brasil
assistem à encenação teatral.

Imagem do ator Moisés Mello Neto
em outro ângulo.

O ator Manoel Constantino
(encenando Kafka no PEN Clube do Brasil)
 
 
Cláudio Aguiar e o diretor José Francisco Filho
que dirigiu A última Noite de Kafka.
 
A escritora Dalma Nascimento,
o crítico literário Ivan Proença,
a primeira Dama do PEN, Célia Salsa
e o musicista Noel Nascimento

 
Amigos e sócios do PEN Clube do Brasil.


O ator Moisés Mello Neto com algumas fãs.
 

Claudio Aguiar recebe seus convidados.
 

SAIU NA MÍDIA, NO JORNAL SEM FRONTEIRAS!!!
E a matéria é desse seu amigo, editor do Focus, Alberto Araújo.

 

O PRESIDENTE DO PEN CLUBE DO BRASIL,  O ESCRITOR CLÁUDIO AGUIAR,  É UM DOS  VENCEDORES  DO PRÊMIO JABUTI 2015.
Recentemente foram divulgados os nomes dos ganhadores do Prêmio Jabuti de 2015, um dos certames de maior expressividade no âmbito editorial brasileiro.  Trata-se de um  prêmio  disputadíssimo  para o qual, neste ano de 2015, se  inscreveram 2.573 obras.
Da lista dos vitoriosos  consta o nome do presidente do PEN Clube do Brasil, Cláudio Aguiar, com a obra de cunho sociológico,  Francisco Julião, uma Biografia - Editora: Civilização Brasileira.

 





 
 


Quanta riqueza!
Parabéns aos que estão levando
avante este lançamento.
Abraços,
 
Socorro Cavalcanti.
 
 
 
Maria do Socorro Cavalcanti é
escritora e Vice-presidente da
Academia de Letras e Artes do Ceará-ALACE




*****************************************
















 
APOIO CULTURAL
 


 
 

sábado, 28 de novembro de 2015

FLÁVIA SAVARY GANHA PRÊMIO JABUTI DE LITERATURA‏ COM AS TRAMAS DO ARCO-DA-VELHA. CONFIRA.






 
Flávia Savary, detentora de 80 prêmios literários e com 30 livros de literatura infanto-juvenil publicados, acaba de ser agraciada com mais um prêmio.
E Que PRÊMIO, BENZA DEUS!  UM PRÊMIO  MESMO DO ARCO-DA-VELHA!!!!!!
 
TRATA-SE DO JABUTI, UM DOS MAIS  REPRESENTATIVOS PRÊMIOS DO BRASIL, CONCEDIDO PELA CBL - CÂMARA BRASILEIRA DO LIVRO.
Flávia Savary obteve o 2º lugar num certame disputadíssimo na área nacional  da categoria infantil, competindo com 40 inscrições na categoria.
 
O nome do livro? Vejam só, que máximo, bem atrativo para a criançada: A ROUPA NOVA DO ARCO-DA-VELHA.  Até o nome da obra é fantástico!  Bem "bolado".  Já pelo  título dá vontade de ler!
 
Nesta obra, Flávia  faz uma homenagem a seu pai, Jaguar, o famoso jornalista de O Pasquim, aquele célebre periódico da época da ditadura. Os que viveram aquele momento histórico, lembrar-se-ão muito bem dele e de O Pasquim.  E foi justamente o jornalista e cartunista Jaguar, o ilustrador  do livro.
 
Pai e filha irmanados pelo afeto e pendor criativo, ofertam seus dons literários e plásticos para o grande público.  Vale a leitura, foculistas!!!  Serve também para adultos!
 
SOBRE O LIVRO:  A ROUPA NOVA DO ARCO-DA-VELHA
 
As seis fábulas, literalmente do "arco-da-velha", estão com roupagem nova. Entre elas, "O Lobo Abusado e o Cordeiro Malhado" e "Os Saltimbancos Sertanejos". Quem costura as fábulas é o ratinho Sig, símbolo do antigo jornal "O Pasquim", criado à época da ditadura pelo cartunista Jaguar, que é pai da autora e ilustrador do livro.
 
A edição  mistura ilustrações inéditas,  feitas especialmente para o livro, com outras mais antigas, bem como apresenta um painel da obra de Jaguar – homenagem de sua filha.
 
Em A roupa nova do arco-da-velha, Flávia Savary reconta, com muito humor e certa ironia, seis fábulas que literalmente saíram do arco-da-velha. A primeira tem como protagonista o coelho Abelardo, um senhor caloteiro;  a segunda nos convida ao jantar de gala do esnobe rato Bonifácio que leva a pior do primo caipira. Na sequência, surgem as peripécias do cachorro Carlos, do burro Bernardo, do galo Ribamar e, assim por diante. Com 64 páginas e belas ilustrações, o livro garante muita diversão,  mostrando à garotada que, por trás da astúcia, existem  alguns tropeços e muita malandragem. Por sua vez,  alguns comportamentos politicamente incorretos podem nos colocar numa grande confusão.
O ratinho Sig é o elemento articulador das tramas. Figura simbólica do saudoso jornal O Pasquim, foi um símbolo de resistência  nos anos da ditadura militar. Criado de uma maneira brincalhona pelo cartunista Jaguar, o livro homenageia este ícone da cultura brasileira, pai da autora   por meio de desenhos pinçados de sua longa carreira (desde a década de 50!), além de apresentar  criações inéditas, feitas pelo artista.
 
Quando  houve o  lançamento do livro,  na Livraria da Travessa, do Leblon,  o Focus Portal Cultural, através do seu diretor, compareceu. Colheu depoimentos, fotografou ilustres presenças e agora   reproduz para os amigos foculistas algumas das cenas daquele encontro memorável.
 
Coparticipando da vitoriosa premiação da escritora,  o Focus Portal Cultural aproveita o ensejo  para parabenizar a autora Flávia Savary e o ilustrador da obra Jaguar pelo extraordinário  prêmio merecido.
 
Sugere A roupa nova do arco-da-velha como um bom presente natalino para  a sensível garotada. E os adultos irão matar a saudade do ratinho Sig, numa divertida viagem ao passado...
 
UM POUCO SOBRE FLÁVIA SAVARY
 
 
FLÁVIA SAVARY – Graduada em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Trabalha com literatura infantojuvenil desde 1979, ministrando palestras sobre o tema pelo país. Participou de várias coletivas como ilustradora e artista plástica. Com cerca de 30 livros publicados, sua obra recebeu 80 prêmios em todos os gêneros, no Brasil e no exterior. Tem poemas, contos, crônicas e peças teatrais, em obras para adultos e crianças, editados em mais de 40 antologias. Escreve crônicas mensais para a revista Cidade Nova. Flávia Savary mora em Teresópolis e foi a autora homenageada na IIª FliSerrana, por seus 40 anos de carreira. www.flaviasavary.com 
 
Por que ler?
Nos dias atuais, é um desafio criar, para as crianças, noções de limite. As fábulas, desde sua origem, são grandes aliadas para se abordar temas como ética, comportamento e valores. As velhas lições de moral, tradicionais no gênero literário, ganham ares de modernidade em A Roupa nova do arco-da-velha. Graças à releitura inovadora, o livro presta-se como eficaz ferramenta na realização desse desafio, seja para pais, professores ou educadores.
 
Com humor de primeira qualidade, tanto nos textos, quanto nas ilustrações, o livro cumpre também a função de introduzir Jaguar às novas gerações. Figura fundamental na história iconográfica brasileira, a homenagem é prestada tanto pela filha e autora, quanto pela editora do livro. O ratinho Sig, presente do início ao fim do livro, trará saudades dos tempos de O Pasquim a muitos pais e avós. Além das capitulares, feitas especialmente pelo cartunista para cada conto, pinçou-se da obra de Jaguar, desde a década de 50, desenhos que provam ser, a um tempo, eternos e contemporâneos.
 
EIS ALGUMAS FOTOS DO DIA LANÇAMENTO NA TRAVESSA DO LEBLON
 
Livraria da Travessa - Leblon,
local do lançamento do livro da escritora
Flávia Savary.
Banner do livro de Flávia,
exposto na entrada da Livraria da Travessa.

Flávia Savary a anfitriã do evento
 autografa os primeiros livros,
na Livraria da Travessa no Leblon.
O nome do livro do lançamento é:
A roupa nova do arco-da-velha.
 
Panorâmica dos amigos e leitores
presentes ao evento da escritora Flávia Savary.


Flávia Savary e seu pai Jaguar posam para os flashes
do FOCUS.

O artista global Miguel Falabella, dramaturgo, cineasta e escritor,
trabalhou em destaque como ator. Representou o Caco Antibes
(Sai de Baixo) e o Ruço de (Pé na cova).
Na foto, posa com sua ex-professora Dalma Nascimento.

A atriz global Maria Pompeu, ex-vedete,
 atuou em mais de 25 filmes. 
(Seu mais recente trabalho
foi a Amélia de Em família - Globo). Posa ao lado
da escritora e ilustradora Flávia Savary.
O compositor de músicas clássicas
Noel Nascimento 
ao lado da escritora e ilustradora Flávia Savary.
 
Dalma Nascimento e os seus dois netos,
Leon e Noel Nascimento.
 
A artista plástica Olívia Barradas
e a escritora Flávia Savary.
Ambas posam para os flashes do FOCUS.
 
Braz Henrique (esposo de Flávia),
empresário e músico,
Leon, Noel e Dalma Nascimento.
(em segundo - Luís Claudio P. Nascimento).
 
Olga Savary, Sérgio Gerônimo, 
Mozart Carvalho e Helena Ferreira.
 
O cartunista Ziraldo e uma de suas fãs.

E eu o editor do Focus Alberto Araújo 
com Flávia Savary.
 
 
****************************
 
 
Na ocasião, esta revista esteve presente ao lançamento
 e clicou tudo. Assista ao filme,
basta clicar na imagem abaixo.
 
Clicar na imagem para assistir ao
Canal do You Tube do Focus Portal Cultural.
 
 
 
 
 




PUBLICADO TAMBÉM NO FOCUS CULTURAL
NO PORTAL SEM FRONTEIRAS


http://www.redesemfronteiras.com.br/noticia_ver.php?id=1643




APOIO CULTURAL
 
 




MENSAGEM DE FLÁVIA SAVARY



Querido Alberto,

 

Sempre apoiador, sempre entusiasta e generoso.

Deus lhe pague a bela matéria, meu bom amigo!

Carinho da sua,

 Flávia Savary

 




 
 
 
FONTE:
AS INFORMAÇÕES PUBLICADAS FORAM ENVIADAS À REDAÇÃO DO
FOCUS CULTURAL PELA ESCRITORA FLÁVIA SAVARY.
 
 

 

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

ENTREVISTA DA INTELECTUAL DO ANO 2015 MÁRCIA PESSANHA NO PROGRAMA GRUPO MÔNACO DE CULTURA & SAÚDE COM A JORNALISTA RENATA PALMIER. CONFIRA.

 
(CLICAR NA IMAGEM DA MÁRCIA PARA ASSISTIR AO VÍDEO)
 





OU CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE



Prezado foculista confira a íntegra da entrevista do dia 24 de novembro de 2015 (terça-feira), do "PROGRAMA GRUPO MÔNACO - CULTURA& SAÚDE", do canal Unitevê UFF e TV O FLU, com a acadêmica, professora, doutora MÁRCIA MARIA DE JESUS PESSANHA, ganhadora do TÍTULO INTELECTUAL DO ANO 2015 e da COMENDA IFEC DE CULTURA, honrarias outorgadas junto com oito instituições de cultura de Niterói e promovidas pelo IFEC - Instituto Interamericano de Fomento à Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia.

O programa vai ao ar toda terça-feira de cada mês, sob a  apresentação da mediadora Renata Palmier, jornalista que também é  coordenadora da Sala de Cultura Leila Diniz da Nova Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro.

Aproveitando o ensejo, essa revista eletrônica Focus Cultural, na pessoa de seu editor o jornalista Alberto Araújo agradece à escritora Márcia Maria de Jesus Pessanha por ter citado os nossos trabalhos no decorrer de sua brilhante entrevista e dizer-lhe: daqui de nossa editoria sentimos um orgulho imenso e ficamos inteiramente honrados. E acrescentar, todo o nosso trabalho em prol da cultura é feito especialmente para os fluminenses e  também  aos que acessam diariamente o nosso canal. O b r i g a d o!!!
 
 
 

Agora segue as nossas congratulações:

Parabéns, Márcia Pessanha! Essa sua humildade e postura profissional são primorosas. Vibramos muito no momento em que você faz um reconhecimento  ao Aldo e seus netos, que coisa agradável  e bonita a sua atitude!  Sem falar que foi um tiro certeiro em nossos corações, que há muito anos celebrizam juntos, as emoções - felicidades de que todos vocês nos repassam aqui em terras fluminenses.

São essas passagens que caracterizam a performance de um ser humano do bem. Enfatizando acima de tudo a sensibilidade  aos problemas, relativos à educação, cultura e principalmente à família, que é a base de tudo na vida.

Diante disso, gostaria mais uma vez de cumprimentá-la também pelas suas conquistas e renovações realizadas ao longo de sua caminhada, abrangendo a sua atitude prazerosa  de transmitir e de difundir os seus conhecimentos literários e principalmente as contribuições básicas da educação diferenciada, que caracterizam de forma ímpar a sua personalidade.

 










Clicar no link:

https://www.youtube.com/watch?v=dsiEqKTG3dg 










FONTE:

https://www.facebook.com/cultura.leiladiniz     

Publicado em 24 de novembro de 2015
Grupo Mônaco - Cultura e Saúde. Edição de 24/11/2015 com a convidada Márcia Pessanha (Escritora). Apresentação de Renata Palmier - Unitevê - UFF (Canal Universitário de Niterói).

terça-feira, 24 de novembro de 2015

CONVITE PARA LANÇAMENTO DO LIVRO BUSCANDO A FELICIDADE DA ESCRITORA E FILÓLOGA DIONILCE SILVA DE FARIA, NO DIA 28 DE NOVEMBRO, NA BIBLIOTECA MUNICIPAL ANÍSIO TEIXEIRA NO CAMPO SÃO BENTO.



 

No dia 28 de novembro (sábado), às 10 horas, será lançado na Biblioteca Municipal Anísio Teixeira no Campo São Bento, o livro de poemas Buscando a Felicidade, de Dionilce Silva de Faria. A obra é ilustrada pelas paisagens cromáticas dos pincéis da artista plástica Shirley Lopes, e referendada  pelo cantar harmonioso da Intelectual do Ano 2015, a professora, doutora Márcia Pessanha, que ilustra as orelhas do livro.

Veja abaixo um trecho:
 
 
 
Os poemas falam do esplendor do amor, das explosões da  existência, da estuante  natureza. Além  dos imaginários  sonhos e do esgarçar do tempo em toda a sua complexidade, os versos de Dionilce dialogam com os traços pitorescos da artista plástica em total harmonia. Neles,  pulsam  a emoção e a beleza,  prezado leitor. Adquira a obra e comprove.

 
 
 
A seguir um trecho do prefácio de Shirley Lopes.




Sob as bênçãos de Deus, as composições de Dionilce têm magia, musicalidade.  Tamanha é a sonoridade de seus  versos  que em seus textos ressoam suaves canções, a lembrarem a transparência dos cristais. Temos a  certeza de que a inspiração  dessa poetisa,   que ora nos honra com o BUSCANDO A FELICIDADE,   foi recolhida   do fundo da alma.  Isto  porque Dionilce Silva de Faria já foi vista pelos jardins do coração COLHENDO MORANGOS do amor e da alegria contagiante dos enamorados...

Eles se complementam e nós trazemos  ao público, cada uma no seu setor, nuanças melodiosas e fragmentos de beleza.  Assemelham-se a torrentes que vão passando, cantando e,  no entreabrir da aurora,  tons e sons  penetram em nossa alma e encantam-nos.  Nós duas, em comum acordo,   estamos  ungidas de emoção e compartilhamos  nossos dons  com os amantes da arte. Disse: Shirley Lopes nesses pequenos trechos extraídos do seu prefácio.

 
 


APOIO:
Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia.
Fundação Municipal de Niterói.
Programa Bibliotecas Populares de Niterói.
Editora Parthenon.
 
 
 
 
 
DIVULGAÇÃO:
Focus Portal Cultural.
Coluna Focus Cultural no Portal Sem Fronteiras.
Coluna Cultura do Jornal Santa Rosa.