domingo, 29 de maio de 2016

CENTRO CULTURAL MARIA SABINA - XX RECITAL DA TERCEIRA IDADE - HOMENAGEM AO JORNALISTA GENTIL DA COSTA LIMA. CONFIRA.

 
ASSISTA AO VÍDEO DO XX RECITAL DA TERCEIRA IDADE DO CENTRO CULTURAL MARIA SABINA - COORDENAÇÃO E APRESENTAÇÃO: NEIDE BARROS RÊGO - É SÓ CLICAR NA IMAGEM ABAIXO:
 
 


 
Este vídeo contém as imagens do XX Recital da Terceira Idade, realizado no Centro Cultural Maria Sabina, em 21 de maio de 2016. Orador: Carlos Silvestre Mônaco. Homenageado: Gentil da Costa Lima. Participação de declamadores, poetas e convidados. Fotografia - Filmagem e edição Alberto Araújo do Focus Portal Cultural. Confira.

CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE
DO FOCUS PORTAL CULTURAL.
 
Com uma plateia concorridíssima e sob a coordenação e apresentação da escritora, professora na arte de dizer, a poetisa Neide Barros Rêgo, aconteceu na tarde/noite do dia 21 de maio de 2016 o XX Recital da Terceira Idade - Música e Poesia.
O recital honorífico ao jornalista Gentil da Costa Lima (por ser, aos 84 anos, o participante de maior idade, no evento), feito pelos alunos diplomados (Curso Arte de Dizer), declamadores e convidados especiais, foi realizado, no Centro Cultural Maria Sabina, que fica localizado na Rua Santos Moreira, 52 - Casa 15 - Santa Rosa - Niterói - RJ.

A apresentação do perfil biográfico de Gentil da Costa Lima, ficou a cargo do livreiro Carlos Silvestre Mônaco, que proferiu um brilhante discurso. As palavras do intelectual estão disponibilizadas logo abaixo.

O vereador Bruno Lessa também esteve presente e proferiu algumas palavras direcionadas ao homenageado. Em seguida, o editor da Nitpress, o jornalista Luiz Augusto Erthal fez o lançamento do jornal impresso Toda Palavra, este periódico tem a coordenação e editoria geral do jornalista Erthal.
Ao final, a coordenadora Neide Barros Rêgo - agradeceu a todos os intérpretes, poetas, homenageado e algumas das autoridades presentes.

Após o recital, no andar térreo, foi servido um delicioso coquetel de confraternização.
Esta revista cultural esteve presente ao evento e trouxe as imagens para você, clicar no link: 
 


ALGUMAS IMAGENS DO
XX RECITAL DA TERCEIRA IDADE


NEIDE BARROS RÊGO
coordenação e apresentação.
 
ZENEIDA SEIXAS
A enfermeira, de J.G. de Araújo Jorge.

ALBA HELENA CORRÊA
Trovas para Gentil, de Alba Helena Corrêa.
 


Trovas de Alba Helena feitas para
Gentil da Costa Lima e lidas
no recital do dia 21 de maio.
 
Com alma justa e serena
o jornalista vai fundo,
ao usar a sua pena
traz para nós todo o mundo!
Exerce missão tão nobre
profissional verdadeiro:
leva luz ao rico e ao pobre
jornalista é mensageiro!
 
O jornalista é bem certo,
exerce nobre missão,
faz o longe ficar perto
propicia a integração!
É graças a profissão
do jornalista valente
que chega em primeira mão
a notícia inda bem quente!
 
Ele está sempre presente;
sendo arauto da verdade
mostra quanto ele é valente
defendendo a liberdade!
É jornalista e poeta
o nosso homenageado.
Gentil é, além de esteta,
muito querido e estimado!
O bom jornalista, audaz,
informa com precisão;
é verdadeiro e capaz,
enobrece a profissão!
 
 

ANA MARIA CUNHA DE NORONHA
O urubu, de Fernando Elviro Costa.
 
ÂNGELA RICCOMI
Revoada de paz, de Gilda Freitas

APARECIDA BARRETO
Um dia muito especial, de Aparecida Barreto

ARGEMIRO SPINDOLA (voz e violão)
Mais uma vez, de Argemiro Spindola

DULCE MATTOS
Envelhecer, de Bastos Tigre.

ELMIR DOS SANTOS
Criei-te no pensamento, de Elmir dos Santos.

FRANCISCA COELHO
Fôlego vivo, de Menandrus.

GRAÇA THULER
Colcha de retalhos,
de Wanderlino Teixeira Leite Netto.


GRACINHA REGO
Os cinco sentidos, de Guilherme de Almeida.


ILIANA MANHÃES
Retorno, de Margarida Manhães.

JANNE DUARTE
Novos tempos, de Janne Duarte.

LEDA MENDES JORGE
Nossas mãos, de Leda Mendes Jorge.

LENIRA ALBERTINI (música)
Coração do agreste, de Moacyr Luz e Aldir Blanc.
 
LIANE ARÊAS
O sonho, de Breno Vieira.
 
CELMA SOARES (música)
Flor amorosa, de Catulo e Joaquim Calado.
 
MARIA OTÍLIA CAMILLO (música)
Assunção de Nossa Senhora,
de Cloris Galvão Menezes

MARLY PRATES
Vida de pobre, de Marly Prates.

NEIDE BARROS RÊGO
Os sinos do Brasil colonial, de Marieta Leite.

NILDE BARROS DIUANA
Respeito ao próximo, de Lili Leitão.

SÍLVIA OTTO
Sinhá quitandeira, de Sady Machado da Silva.
 
 
Imagem da plateia presente ao Recital.
(Em primeiro plano: Zeneida Seixas,
Walmir Ventura Rego,
Gentil Costa Lima e esposa
e o Carlos Mônaco.
 
Imagem da plateia pela lateral direita.

Imagem da plateia pela lateral direita
(meio)

SYLVIA COELHO
O sapo, de Ferreira Gullar.

WALMIR VENTURA REGO
No escuro, de Lili Leitão

ZENEIDA SEIXAS e DULCE MATTOS
Cordel do Zap-zap, autor ignorado.

GENTIL DA COSTA LIMA
Meus oito anos, de Casimiro de Abreu.



Carlos Silvestre Mônaco
profere palavras sobre
o perfil biográfico do Homenageado.
 
 
 
PALAVRAS DE CARLOS SILVESTRE MÔNACO
AO HOMENAGEADO GENTIL DA COSTA LIMA.
 
 
Diretora do Centro Cultural Maria Sabina, Neide Barros Rêgo;
Acadêmicos, declamadores, senhoras e senhores;
Presidente do Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro, Continentino Porto;
 
Homenageado Gentil:
 
É com grande alegria que compareço ao Centro Cultural Maria Sabina, instituição fundada em 24-6-1961, que tanta contribuição cultural vem prestando ao município de Niterói, promovendo uma série de belos e importantes eventos.
 
De parabéns, a professora Neide Barros Rego não só pelo magnífico espaço como também pelo inegável talento que a todos encanta.
 
Orgulho-me de tê-la como amiga e afilhada, assim como de tê-la homenageado no ano de 2010 como Intelectual do Ano, numa inesquecível manhã de dezembro, com a presença maciça da nata intelectual de nossa Niterói. Em mais de meio século de trabalho cultural, foi um dos mais importantes eventos que presenciei.
 
Felicito-a e aplaudo, de pé, pela bela iniciativa de homenagear, nesta tarde-noite, uma das mais importantes personalidades de nosso jornalismo, que é sem dúvida Gentil da Costa Lima.
 
Constitui para mim, além de honra, imensa satisfação e contentamento falar, embora resumidamente, um pouco da história de um dos mais veteranos jornalistas de nossa Cidade, Gentil da Costa Lima que, por direito e merecimento, é hoje homenageado pelo Centro Cultural Maria Sabina.
 
Acompanho seu trabalho há mais de três décadas. Sempre notável!
 
Homem que nunca recusou missões dentro do jornalismo ou fora dele, Gentil marcou sua passagem na imprensa através de jornais alternativos, semanários e diários de Niterói. Podemos citar entre outros: o Diário do Povo, Jornal Hoje – por ele fundado, Revista Guanabara e alguns que marcaram época nos anos 50 e 60 em nossa Cidade.
 
Em 1962, por nomeação e através de concurso, foi empossado como  redator do Serviço Público Estadual e designado para servir na antiga “Escola de Jornalismo” que foi a Agência Fluminense de Informação (A.F.I.), órgão oficial de imprensa do Estado do Rio de Janeiro, dando assessoria aos governos de José de Carvalho Janotti, Badger da Silveira, Geremias de Mattos Fontes e Raymundo Padilha.
 
Em 1975 com o advento da fusão dos estados do Rio de Janeiro e Guanabara, Gentil foi o primeiro jornalista fluminense a ser transferido para o Palácio Guanabara, marcando ali sua passagem como assessor de diversos governadores, entre eles: o Almirante Faria Lima, Chagas Freitas, Leonel Brizola, Moreira Franco e Marcello Alencar.
 
Para consagrar sua passagem pelo jornalismo, nosso homenageado foi eleito, em 1994, presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro por dois períodos, quando realizou uma das mais profícuas obras para os que vivem o dia a dia nas redações dos jornais e revistas do nosso Estado.
 
Cercando-se de verdadeiros e respeitados profissionais de imprensa, Gentil, no Sindicato fundou e dirigiu o jornal O jornalista, que marcou época em sua profícua administração no período de 1994 a 2000. Entre os destacados profissionais, menciono o saudoso Luís Antonio Pimentel.
 
Tudo na vida do homenageado foi conquistado com muita luta, ardor e trabalho. Nada lhe caiu do céu.
 
Teve origem humilde, e isto só dignifica sua história guerreira, voltada para o bem e o amor ao próximo.
 
No Sindicato, foi um conciliador, e sua administração atingiu proveitosamente jornais e revistas do antigo Estado do Rio.
 
Em reconhecimento pela sua bela trajetória, Gentil foi por diversas ocasiões homenageado.
 
Felizes as carreiras profissionais que puderam contar com lideranças marcantes que as engrandeceram! 
 
Ultimamente, Gentil vem participando ativamente do movimento cultural da cidade, destacando-se não só como excelente declamador como também profundo conhecedor das obras poéticas que marcaram nossa história literária.
 
Ao lado de sua esposa Aparecida, sua filha Vânia, seu genro Mauro e seus netinhos Vitor e Isabela, partes importantes do seu sucesso, o nosso Gentil é uma pessoa que, sem dúvida nenhuma, nasceu para andar sempre de braços dados com o bem-querer.
 
É um filho do lado bom do mundo. Para finalizar, declaro que foi com imenso orgulho que recebi o convite da professora e acadêmica Neide Barros Rego para saudar neste histórico Centro Cultural Maria Sabina, o veterano jornalista e notável declamador Gentil da Costa Lima.
 
A ele os nossos aplausos! Os nossos parabéns!
 
Muito Obrigado!
 

Neide Barros Rêgo, diretora do Centro Cultural Maria Sabina, e Carlos Mônaco, presidente do Grupo Mônaco de Cultura, entregam o Troféu de Homenagem a Gentil da Costa Lima, campeão da noite, ou seja, o participante de idade maior: 84 anos.

Gentil da Costa Lima e familiares.
 
Vereador Bruno Lessa, momento
em que profere palavras direcionadas
ao homenageado Gentil da Costa Lima.
 
Neide Barros Rego, Gentil da Costa Lima,
Bruno Lessa.

O editor Luiz Augusto Erthal
fala sobre o lançamento
do jornal TODA PALAVRA.
 
 
Luiz Augusto Erthal faz
a entrega de um exemplar
do novo jornal TODA PALAVRA
à coordenadora Neide Barros.
 
 
OUTRAS IMAGENS
 



Imagem da plateia presente ao Recital.
(Em primeiro plano: Marly Prates,
Carlos Mônaco e Liane Arêas. 

Imagem da plateia presente ao Recital.
(Lateral esquerda). 
 
Livros expostos para serem sorteados
entre os presentes.

Jornais que publicaram/ anunciaram o evento:
DIZ, Fluminense(Informe Claúdia CATALDI)
e Toda Palavra.

TROFEÚ com a marca do
Centro Cultura Maria Sabina  que foi
entregue ao homenageado
Gentil da Costa Lima.

Escultura da poetisa e professora 
Maria Sabina.
 
Retrato de Neide Barros Rêgo
em uma clássica moldura.

Escultura de Lázaro Luiz Zamenhof
filólogo polonês. Criador do esperanto,
a língua mais falada e bem sucedida no mundo.

Moldura de um calendário
com a fotografia de Neide Barros Rêgo.

Porta retratos com fotografias de Neide Barros,
Walmir Rêgo e outros.
 
Outra imagem que estão expostos
os livros e o troféu.
 
Torta Alemã
 
Salgados

Neide Barros Rêgo - apresentadora
esta imagem é do momento final, do Recital,
em que a coordenadora agradece a todos
os presentes, intérpretes, homenageado
e as autoridades presentes.
 



****************************
 
 
COMENTÁRIOS
 
 
Noite linda! Adorei!!!! Neide Barros Rêgo, como sempre, arrasou na organização da festa para o nosso querido Gentil!
 
Gracinha Rego.
 
 
 

 ****************************







APOIO CULTURAL
 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário: