sábado, 14 de maio de 2016

JORGE FERNANDO LORETTI INTELECTUAL DE MENTE PRIVILEGIADA - HOMENAGEM DO FOCUS PORTAL CULTURAL. CONFIRA.

 
(CLICAR NA IMAGEM PARA ASSISTIR AO VÍDEO)
 

 
OU CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE
 
 
 
 
JORGE FERNANDO LORETTI -
INTELECTUAL DE MENTE PRIVILEGIADA
 
 
 
 
 
Niterói e o Brasil perderam nesta sexta-feira (13) um intelectual brilhante. Dentre os muitos que despontaram em Niterói, Jorge Fernando Loretti foi um dos grandes. Uma das mais incansáveis e provocativas chamas da cultura niteroiense. O corpo do desembargador Jorge Loretti foi velado no plenário Brígido Tinoco da Câmara de Vereadores de Niterói e o sepultamento de Jorge Loretti será neste sábado, dia 14, às 9 horas no Cemitério de São Francisco Xavier, no bairro de Charitas.
Jorge Loretti, desde o início, manifestou o que seria no futuro. Bacharelou-se em Direito pela Universidade Federal Fluminense (UFF), em 1948 e, logo, recém-formado, desempenhou, na política e na justiça do Estado do Rio, uma carreira fulgurante.
Secretário da Casa Civil do Governador Roberto Silveira, ainda no antigo Estado do Rio, Jorge Loretti desempenhou também idêntica função nos governos de Badger Silveira e de Marcello Alencar, sendo deste último, após a fusão.
Desembargador por 17 anos, Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro e da sua 5ª Câmara Cível. Durante a magistratura, ocupou ainda o cargo de Presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro, Presidente do Conselho de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro e Presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro.
Como desembargador, presidiu ao Tribunal de Justiça do Estado e ao Tribunal Regional Eleitoral, ao Conselho de Magistratura do Estado e à Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro.
Antes de ingressar na magistratura, foi advogado, tendo sido membro do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil durante 18 anos.
Ao longo da sua carreira docente, cursou o Doutorado em Direito Público na Universidade Nacional do Rio de Janeiro, foi Professor Titular de Direito Público da Universidade Federal Fluminense, Professor de Sistemas Econômicos Comparados da Faculdade de Economia da Universidade Federal Fluminense, Presidente da União Nacional dos Estudantes (em exercício) e Presidente da União Fluminense dos Estudantes.
A par de tudo isso, examinou concursos públicos para magistratura, para  Procuradoria do Estado do Rio de Janeiro e para Procuradoria do Município do Rio de Janeiro, bem como integrou bancas examinadoras de concursos para professor titular, por exemplo, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
Também exerceu as funções de Secretário de Estado em quatro governos, nos cargos de Secretário de Justiça, Secretário de Administração e Chefe do Gabinete Civil do Estado do Rio de Janeiro.
Até há poucos anos fora consultor do Escritório de Advocacia Sergio Bermudes. Membro do Conselho Universitário da Universidade Federal Fluminense, Presidente do Conselho Deliberativo da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro, Chanceler da Universidade Plínio Leite e Vice-presidente da Academia Niteroiense de Letras.
Apenas, por meio deste muito sintético resumo das múltiplas atividades exercidas por este polifacetado ser da cultura brasileira, pode-se vislumbrar a dimensão do grande homem, em todos os níveis, que foi Jorge Fernando Loretti.
 
 
 

 

 
 
 
 
CARTA AO INTELECTUAL JORGE FERNANDO LORETTI
 
 
SAUDADE, Grande Intelectual, é a única palavra que agora me vem, impulsiva, à mente, para tentar palidamente expressar o que ficará fortemente cravada em nossos corações.
 
Foram relativamente poucos, mas ricos de ensinamentos, os momentos memoráveis em que, eu, recém-chegado a esta hospitaleira Niterói, passei a seu lado. Entretanto, apesar da pequena fatia do tempo de nosso convívio, sua presença plasmou ricas lembranças em minha vida.
 
O senhor partiu e não nos encontramos mais desde o dia 27 de junho de 2012 na Academia Niteroiense de Letras. Creio que foi aquela a última vez! Entretanto, ficou em meu espírito e, no de todos nós, a eloquência de sua fala, qual cascata despejando ao público, fascinado, torrentes de frases cultas e poéticas.
 
Devido à enfermidade, o senhor já se apresentava abatido e depressa não mais tivera forças para retornar ao âmbito da intelectualidade da nossa Academia, local que adorava e fazia questão de deixar o seu legado, o seu discurso, quando era presidente da sessão. Mas pouco a pouco foi rareando a sua presença.
 
Porém, todos nós sabíamos que estava prestes a partir, para ir iluminar outros espaços... Certamente, agora, de longe continuará a observar cada passo dos acontecimentos acadêmicos, que sua mente privilegiada, em vida, sempre registrou.
 
Preclaro confrade, apesar da dor da sua partida e de agora em diante não podermos ouvir, ao vivo, a sua voz, encharcada de saber e beleza, existe, em nossos arquivos, uma relíquia! Gravei aquela sua entrevista concedida ao acadêmico e mediador Gilson Rangel Rolim, na Conversa Literária da Academia Niteroiense de Letras.
 
Por esse vídeo iremos rememorar os momentos em que pudemos compartilhar da sua presença.  Teremos assim a sua lembrança perenizada, ao trazer seus ensinamentos e a sua voz grandiloquente eternamente à memória de todos nós.
 
A sua passagem pela vida foi de tal modo marcante que merece sempre ser recordada, revivida pelo coração, como diz a etimologia da palavra  recordação, onde está embutido o latim cor, cordis= coração.
 
Saudades, nós sentiremos!   Seu registro está no vídeo. Mas, acima de tudo, o enorme presente foi o da sua presença, honrada, cultíssima e generosa, que o senhor deixou para sempre no âmago de cada um de nós.
 
Adeus! Vá com Deus, ilustríssimo confrade! 
Esteja na grande paz da glória do SENHOR!
 
 







 

 
Alberto Araújo
editor do Focus
 
 
 
 ALGUMAS IMAGENS
DE JORGE FERNANDO LORETTI
EM SUA VIDA ACADÊMICA.
 
 

Jorge Loretti em evento do IHGN.
Ladeado por Franci Darigo, Leda Mendes Jorge
e Waldenir de Bragança.

Jorge Loretti em sua Conversa Literária
na Academia Niteroiense de Letras.

Jorge Loretti, Maximiano Silva, Israel Pedrosa
e Roberto Kahlmeyer-Mertens.

Jorge Loretti e Gilson Rolim.

Jorge Loretti e Monsenhor Elídio Robaina.

Jorge Loretti durante um evento na ANL.

O acadêmico Jorge Loretti
na solenidade  do Intelectual do Ano 2010
 Neide Barros Rêgo.
 
Jorge Loretti, Marcia Pessanha,
Fracisca (esposa de Bruno)
e Bruno Pessanha.
 

Jorge Loretti, Márcia Pessanha e Carlos Mônaco
no Calçadão de Cultura da Livraria Ideal.

Jorge Loretti na Academia Niteroiense de Letras.
 
Dalma Nascimento, Maximiano Silva,
Roberto Kahlmeyer,
Jorge Loretti, Israel Pedrosa, Prof. Felisberta
e a Presidente da Academia Márcia Pessanha. 
 
Jorge Loretti e o editor do
Focus Portal Cultural Alberto Araújo,
na Academia Niteroiense de Letras
em 2012.
 
 
 
UMA HOMENAGEM
 
 
 
 
 
APOIO
 
 
 
 
 




COMENTÁRIOS
Sobre Jorge Fernando Loretti podemos pronunciar: O letrado com certeza é e será uma das mentes privilegiadas de nossa intelectualidade. Assim, o magistrado partiu deste plano e seguiu rumo ao Parnaso, mas a sua obra imortal e benfeitorias na magistratura e academias ficarão registradas para sempre na memória da cidade e país. Uma perda irreparável!
Alberto Araújo - editor do Focus Portal Cultural.
 
*******************************************
É lamentável a morte de um dos maiores intelectuais de Niterói em minha opinião. É de se ficar triste mesmo pela perda de um dos grandes mentores dessa cidade. A idade dele já não ajudava, mas é uma perda enorme. Ele foi um dos mais respeitados, orador de primeira. Foi homenageado como Intelectual do Ano pelo Grupo Mônaco de cultura em 2008, perdemos um gigante.

Carlos Mônaco.
 
*******************************************
Sempre as partidas desse plano nos entristecem. Mas creio que temos que ser gratos a Deus pelos anos por ele vividos e por tudo de bom que Jorge Fernando Loretti conseguiu fazer e também deixar de legado a todos nós. Os nossos sentimentos a toda família e amigos, abraços catarinenses da Arlete e do Bridon.
Arlete Trentini dos Santos
Júlio César Bridon dos Santos.
 
******************************************

Há tempos não o via.
Teve bela trajetória. 
Grande exemplo.
Alberto, obrigada por enviar a matéria.
Obrigada mesmo por tudo.

 Belvedere Bruno.


 

  
***************************************

Bela homenagem, confrade!
Abç,
Paulo Roberto Cecchetti.
 
**************************************
Uma mente brilhante!
André Santa Rosa
 
**************************************
 
Caro Alberto, só nos cabe parabenizá-lo pela iniciativa de nos trazer de volta a voz contundente e sábia do nosso amado Jorge Loretti. Que Deus guarde sua generosa alma nos lugares celestes, reservados aos privilegiados de inteligência e bondade.
Estive ontem e hoje ao lado da família, orando, com toda a minha saudade e respeito. Sempre mereci toda a atenção e o afeto do Dr. Loretti. Tivemos todos nós, a honra de conviver com ele na nossa estimada academia. Mais uma vez,  Alberto, meus mais sinceros parabéns. Espero poder me pronunciar, com toda a minha emoção, no dia em que realizarmos o habitual Painel da Saudade. 
Um abraço para você e Shirley do Renato.
P. S: Eugênio manda cumprimentos.
 
********************************
 

Prezado Alberto,

Você está sempre atento em homenagear os vivos e os que partiram para a Eternidade, tarefa que assinala a sua sensibilidade.

 


Homenagem é um ato de justiça a quem a merece. É lastimável o desaparecimento de um intelectual que certamente  iluminou a Humanidade.
Abraços,
Olívia Barradas.
 
 
 
********************************



 
Caro Alberto, realmente o mundo intelectual de Niterói está de luto.  Foi-se um dos lídimos paladinos da justiça, além de dotado de uma fala, fluente e encantatória, que me fascinava. Ele era mesmo, como disse, tal qual uma cachoeira, ao discursar.   Espocando saber, ele faiscava beleza nas gotículas de luzes das palavras.
Parabéns, pela justíssima e sensível homenagem.
Dalma Nascimento.


 
 
********************************
 
Boa noite, Dr. Jorge!!! Como disse Mônaco, "perdeu-se um gigante!!!" E  nas escritas que apresento agora, cito em momentos: Os Gigantes de alma limpa que vivem nas aldeias do lado... Primeiro, Dr. Nilton Loureiro depois Dr.Geraldo Caldas, agora o Senhor. Todos do Ingá, souberam amar o bairro e ser fiéis a ele!!! Como eu, como minha família; Meu irmão, que sempre que podia ia até sua casa, e na sua varanda conversavam (O Senhor Gostava muito dele) porém, tudo passa na correria da vida!!! Atropela o vento e tudo mais, só nos permite lembranças guardar, até sermos também atropelados e assim, é o final da melodia.
Com respeito.

Angela Gemesio.
 

 
 ******************************************
 
 
Prezado Alberto, 

Receba meus sinceros cumprimentos pelo magnífico necrológio sobre nosso amigo comum Jorge Fernando Loretti.
 
Foi realmente uma perda irreparável, de um vulto inesquecível cuja vida você retratou de maneira carinhosa e completa no Portal.
 
Transmita meu abraço à sua Shirley. 
Do amigo e admirador,
 
Erthal Rocha.
 
 

 ****************************************************
 
 
 


 



FONTE:
 
 
 

Nenhum comentário: