sexta-feira, 6 de maio de 2016

LUÍS ANTÔNIO PIMENTEL O SÁBIO GUARDIÃO DA MEMÓRIA FLUMINENSE. HOMENAGEM DO FOCUS PORTAL CULTURAL. CONFIRA.

 
Luís Antônio Pimentel - escritor, poeta e haicaísta.

 
Caro foculista, se vivo estivesse, hoje, 06 de maio de 2016, o escritor, jornalista, fotógrafo e haicaísta Luís Antônio Pimentel estaria completando 104 anos.
 
O Focus Portal Cultural faz esta singela, mas justa celebração In memoriam,  a  esse inesquecível  vulto expressionista da biografia e memória brasileira.
 
Para homenageá-lo, reeditamos nas páginas virtuais desta revista cultural, o texto: O BUSTO EM BRONZE DE PIMENTEL, esta poesia foi recentemente publicada, pelo jornalista e escritor Alberto Araújo. Portanto, vale a pena ver de novo. Eis, o texto:
 
 


 

O BUSTO EM BRONZE DE PIMENTEL(*)
 
Não, não quero que o vejam como simples
estátua no bronze a acinzentar-se
e a cabeça sem o corpo inteiro.
 
Tampouco deixar seu fulgor
se esvaecer ao tempo.
Sou seu discípulo. Conheci o seu cérebro
e sei como suas pupilas amadurecidas
fazem falta a mim, seu eterno escudeiro.
 
Sim, quero que o vejam como
o busto que esbraseia,
ainda eterno baluarte
com a luz do olhar,
palpitante a cintilar.
Não, não quero que o vejam como
mero torso sem clarão e sorriso
por onde passa a multidão.
 
Sim, quero que o vejam como
monumento resplandecente
com seu mais brilhante casaco de estesia
bailando sua eterna poesia
ao sol dourado desta Praça
em frente a esse mar de sortilégio e graça.
 
De manhã até ao ocaso já enluarado
estará Pimentel, no bronze eternizado,
cuja memória nos fortalece e guia,
não sendo sua estátua
uma quimérica fantasia.
Alberto Araújo
editor e jornalista
 
 
O escritor era muito querido por toda a sociedade fluminense, recebeu inúmeras homenagens, inclusive, importantes tributos quando fez seus 100 anos de idade, um deles foi festejado ao lado dos amigos e familiares no Campo São Bento em Niterói.
 
EXPOSIÇÃO 100 ANOS EM FOCO
SOLAR DO JAMBEIRO.
 
 
Outra majestosa e importante comemoração foi a exposição PIMENTEL - 100 ANOS EM FOCO no Solar do Jambeiro, no Ingá, em Niterói, a mostra foi integralmente coordenada e produzida pelo publicitário Paulo Roberto Cecchetti.
Na Livraria Ideal  nem imaginamos quantas vezes o livreiro e bibliófilo Carlos Silvestre  Mônaco rendeu-lhe homenagens, em seu emblemático e famoso Calçadão da Cultura.
E, entre seus inumeráveis projetos idealizados, O Giro Cultural -  organizado pela Nova Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro, e exibidos na sala de Cultura Leila Diniz,  produziu diversos tributos dedicados ao Pimentel, um dos mais relevantes  eventos, foi a exposição de todas as suas obras para o público de Niterói e visitantes.
 
Luís Antônio Pimentel ladeado por, à esquerda, Luiz Erthal, Aníbal Bragança e Paulo Roberto Cecchetti; à direita por Roberto Kahlmeyer-Mertens e Carlos Mônaco.
 
O Focus Portal Cultural teve o prazer em ter como companheiro o escritor Luís Antônio Pimentel.
Aqui fica a nossa  modesta celebração in memoriam, pela sua imensurável amizade e o seu importante legado deixado para  nós, leitores e amantes de suas geniais poesias, fotografias e haicais.

Luís Antônio Pimentel em 2012 - (100 anos),
na Praça Getúlio Vargas - Icaraí - Niterói. 

Luís Antônio Pimentel nasceu em Miracema, no Rio de Janeiro em 29 de março de 1912.  Sua família se mudou de Miracema para Niterói quando ele era muito pequeno. O pai, Alarico Figueiredo Pimentel era funcionário público de Mesa de Rendas do Estado da Secretaria de Finanças; e sua mãe, Adalgisa Sant’ana Pimentel, era doméstica.
Pimentel foi alfabetizado no Grupo Escolar do governo que funcionava na Rua Mendes de Sá, no sobrado, onde fica a atual companhia telefônica de Niterói. Depois, foi para o Colégio Salesiano, em Santa Rosa, no mesmo município.  E seguiu para a Escola de Aplicação Rui Barbosa, em frente ao Palácio do Ingá, onde terminou o Ginásio.
Ainda estudante, Pimentel teve seu primeiro contato com o ofício de jornalista ao editar o jornal O Calouro, da Escola Profissional Washington Luiz (atual ETE Henrique Lage). Trabalhou também na Gazeta Fluminense, Gazeta de Notícias e no jornal A Nação. Membro da Juventude Comunista, em 1936 foi preso pela polícia política de Getúlio Vargas. Solto, conseguiu uma bolsa de estudos e, em 1937, viajou para o Japão, onde permaneceu até 1942. Do outro lado do mundo, trabalhou na Rádio de Tóquio em língua portuguesa e lançou seu segundo livro em 1940, mesmo ano da edição de Contos do velho Nipon, sobre o folclore daquele país, publicado no Brasil.
 
De volta, ajudou a divulgar o haicai (forma poética de origem japonesa). Colaborou com os jornais Última Hora (sucursal Niterói), Praia Grande em Revista, Letras Fluminenses (coluna Folclore), O Estado, Diário da Manhã, Correio Fluminense e Diário Fluminense, entre outros. De memória prodigiosa, Luís Antônio Pimentel continua criando seus poemas, haicais, perfis para jornal e contando histórias sobre Niterói, coloridas por detalhes, nomes e datas.
Pimentel estudou na Escola Técnica Fluminense, que na época era considerada a Escola Prática de Engenharia  - Curso Superior, dirigida pelo professor francês Antônio Eugênio Lattigé. O curso durava três anos, porém Pimentel cursou apenas dois anos de Engenharia Química Industrial, e abandonou a escola de engenharia para estudar na Escola de Belas Artes que fica na Avenida Rio Branco, através de uma prova feita.  Em dois anos de curso feito, abandonou, e iniciou as atividades como jornalista.
 
Exposição no Solar do Jambeiro - Niterói
PIMENTEL: O Arconte da Memória Fluminense, (acho genial esta cognominação!) segundo a escritora Dalma Nascimento em seu livro Memórias em Jornais, pág. 39/40, faleceu em 06 de maio de 2015. E deixou relevantes saudades, um mar de lembranças e fecundo mural de amigos e seguidores.

Luís Antônio Pimentel e Zuleika Hallais
Homenagem ao Pimentel na
Câmara Municipal de Niterói.
 
Luís Antônio Pimentel, Zuleika Hallais e Belvedere Bruno
Natal dos Escritores Ao Ar Livro - dez-2013.
Neide Barros Rêgo e Pimentel

Gloria Blauth, Pimentel e Jenaina.

 
Márcia Pessanha, Pimentel, José Arteiro, José Pais, Aldo Pessanha Cecchetti, Gracinda Rosa Shirley Lopes, Manoel José, Luiz Calheiros, Carlos Rosa, Eugênio, Sávio Soares, Lêda Mendes Jorge, Luzia Veloso e Bruno Pessanha.
 
Shirley Araújo e Luís Antônio Pimentel.

Shirley, Alberto Araújo e Luís Antônio Pimentel
no Escritores ao Ar Livro - 2013.
 
Luís Antônio Pimentel e Zuleika Hallais
no Calçadão da Cultura da Livraria Ideal.
 
 
ALGUNS LIVROS DE PIMENTEL
E OUTROS EM SUA HOMENAGEM.





 
 
HOMENAGEM DO FOCUS PORTAL CULTURAL
 
 
 
 
(*) Texto também publicado na Antologia Perfume da Palavra V, da editora Muiraquitã de Labouré Lima, na página 23.
 
 
Agenda aí! A Antologia Perfume da Palavra volume V, será lançada no dia 25, quarta-feira, às 17 horas na Sede da Academia Niteroiense de Letras (ANL) na Rua Visconde do Uruguai, 456 – Centro - Niterói - RJ - Brasil.
 
 
 
 Alberto,
Obrigada pela linda homenagem ao Mestre.
Bjs, Belvedere.
 
 
Belvedere Bruno
é escritora, fotojornalista,
colunista do Jornal Santa Rosa

 
 
******************************
 


 

 

Um comentário:

Belvedere Bruno disse...

Obrigada pela linda homenagem ao Mestre. Bjs