quinta-feira, 5 de maio de 2016

MUSAS, NEGRAS E CRESPAS EM DESTAQUE NA SALA DE CULTURA LEILA DINIZ - NOVA IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. CONFIRA


“Musas, negras e crespas”
de Fabiano Fernandes
em destaque na Sala Leila Diniz.

 
A nega e filha da terra.

 
Exposição traz obras que abordam empoderamento feminino e exaltação da beleza negra.
 
 

O protagonismo das mulheres negras poderá ser observado e admirado na Sala de Cultura Leila Diniz. Arte e ativismo estarão unidos na exposição “Musas, negras e crespas”, do artista Fabiano Fernandes, que retrata em seus quadros a força, o ritmo, a beleza, a ancestralidade e o poder das musas negras.
 
A mostra acontece do dia 9 de maio até o dia 9 de junho, justamente na Sala que carrega o nome de uma das pioneiras na luta pelos direitos e liberdade das mulheres: a atriz niteroiense Leila Diniz.  
 
A atriz Leila Diniz
uma das personalidades
que lutou pelos direitos
e liberdade das mulheres.
 
Leila Diniz - atriz e ativista cultural
( essa fotografia está exposta
no interior da Sala Leila Diniz).
 

O artista reuniu 15 telas que reproduzem as musas negras, desenhadas a lápis pastel, que traduzem a percepção que ele tem sobre elas.
 
Fertilidade, Acrílica sobre tela de 120 x 80 cm.
 
 
 
“A História do Brasil é repleta de personalidades negras que se destacaram e quase não são mencionadas nos livros. A beleza da mulher negra, durante anos, foi desprezada e encaixotada nos moldes europeus”, aponta.
 
 
Para Fabiano, sua arte vem não só como um protesto à opressão, mas também como uma forma de exaltar a negritude e toda a sua beleza. “É difícil ser homem negro nesse país, imagine ser mulher negra! É uma luta dobrada contra o preconceito de raça e gênero", diz.
 
Ele, que acompanha com muito orgulho a luta das mulheres negras  por reconhecimento e protagonismo, conta que sua inspiração veio da história de resistência feminina que começou dentro de casa.
 
“Sou negro, nascido numa família negra de periferia, em São Gonçalo. As mulheres da minha família são muito fortes, de muita personalidade. Avós, mãe, tias, primas e irmã são daquelas que não fogem à luta.
 
 
Artista Plástico Fabiano Fernandes
 
O meu trabalho é uma homenagem a todas essas mulheres, as anônimas que sustentam as suas casas, às mulheres da minha família, às heroínas e a todas aquelas que lutam diariamente pela liberdade de serem negras”, reforça o artista.
 


SERVIÇO


Exposição “Musas, negras e crespas”,
de Fabiano Fernandes


Data: de 09/05 até 09/06/2016

Horário de visitação:
segunda à sexta-feira, das 10h às 17h

Endereço: Rua Prof. Heitor Carrilho, 81 – Centro – Niterói/RJ




ENTRADA FRANCA
 
 
 
 
SALA DE CULTURA LEILA DINIZ
Rua Prof. Heitor Carrilho, 81 – Centro –
Niterói/RJ - Brasil.
 
 
MAIS INFORMAÇÕES
 ACESSE AO SITE
 
 
 
 
APOIO CULTURAL NA DIVULGAÇÃO
 
 
 
 

Nenhum comentário: