sexta-feira, 17 de junho de 2016

O ESPETÁCULO "A MÚSICA CANTA POESIA" - FASCINA A TODOS COM CANÇÕES CÉLEBRES, POESIAS E DANÇA CIGANA NO PALCO DO TEATRO EDUARDO KRAICHETE. CONFIRA.

 
(CLICAR NA IMAGEM PARA ASSISTIR AO VÍDEO)
 

 
OU CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE DO
FOCUS PORTAL CULTURAL
 
 
 
 
 
Sob a Direção de Angela Gemesio e Kikha Danttas e elenco formado pelo ator Sergio Di Paula, a soprano Magda Belloti, o grupo Mio Vacite e Encanto Cigano foi apresentado nos dias 3, 4 e 5 de junho de 2016 no Teatro Eduardo Kraichete - Avenida Roberto Silveira, 123, Icaraí, Niterói - RJ - Brasil o Musical - A MÚSICA CANTA POESIA - o espetáculo mistura poesias, músicas célebres e dança cigana.
Todos os textos cristalizados em versos que foram recitados no palco durante a apresentação, são da escritora e diretora teatral Angela Gemesio, foram compostos em variadas cenas - e falam do amor em seus múltiplos tipos: "amor dependente", "amor lírico", "amor conivente" e o "amor compaixão".
 
As composições foram dramatizadas de forma lúdica e expressiva, pelos atores Angela Gemesio e Sergio Di Paula, e combinadas com músicas  brilhantemente interpretadas pela cantora lírica Magda Belloti. Dentre tantas:  Ne Me Quitte Pas" (Jacques Brel);  Os Girassóis da Rússia (Henri Mancini); Strani Amori (Angelo Valsiglio e Roberto Buti); Besame Mucho (Consuelo Velásquez) "Como Nossos Pais" (Belchior); "Sonhos" (Peninha); "Modinha" (Sérgio Bittencourt; "As Rosas Não Falam" (Cartola); "Meu Primeiro Amor" (H.Gimenez/J.Fortuna/Pinheirinho); Tango Flamengo - (Armik). E executadas ao vivo pelo Grupo "Mio Vacite e o Encanto Cigano" (Mio Vacite, violino; Ricardo Vacite, teclado e Marcelo Vacite, violão).
A marca emblemática da dança no musical é durante a execução do Tango Flamenco, composição do musicista Armik, coreografada  pelo ator e dançarino Antonio Midon e a atriz e dançarina Sonia Silva. 
 
Essa revista esteve presente ao musical e trouxe para você as imagens, confira no link:
 
 
 
ALGUMAS FOTOGRAFIAS DO MUSICAL
 
Backlight do Musical
"A Música Canta Poesia".
no Teatro Eduardo Kraichete.

A soprano Magda Belloti interpreta
"Ne Me Quitte Pas" de Jacques Brel. 

A atriz Angela Gemesio em cena.
 
A poesia MÃE é uma homenagem
 da atriz Angela Gemesio à sua a matriarca.
 
 
 
 
MÃE
 
Uma estrela brilhou. É você, que lamentavelmente afastou as nuvens para sozinha poder brilhar e me abraçar. Eu me fiz presente pequenino e no seu dia surgi sem pressa e sem data marcar.
 
Mãe. Sei que ainda te encontro por aí, andarilhar como andarilho. Posso até chegar na aldeia do lado. Em minha mochila carrego sempre o mapa para te encontrar, despertas seu sono, correr nos jardins de flores, distribuir ternura sem receio de ser feliz, brincar de roda numa realidade irreal e uma cantiga que irá me ensinar, e, se a letra falar em saudade, é porque foi composta com o seu e o meu coração.
 
O sonho chega ao final, desperta a hora de voltar, os sinos param de tocar, sigo levando a mochila pesada, carregada de imagens e imaginações. Porém um dia não mais terei que voltar. Os sinos irão novamente tocar e com você irei no abraço eterno de paz ficar.
 
 
 

A soprano Magda Belloti interpreta
"As Rosas Não Falam" (Cartola).
 

A ator Sérgio Di Paula recita o poema
NO RIO FUNDO DO MAR.

A soprano Magda Belloti
interpreta Sonhos - Peninha.

Angela Gemesio, Magda Belloti
e Sergio Di Paula.

A soprano Magda Belloti interpreta
Os Girassóis da Rússia (Henri Mancini).
 

Os atores Sergio Di Paula e Angela Gemesio
recitando poesias.

A cantora lírica Magda Belloti
interpreta Como nossos pais - Belchior.

A poesia Saudade em homenagem
a bailarina Liz
que partiu precocemente.


SAUDADE  
 
Para os ciganos, Mio e Liz. 
 
Andarilha eterna, suave, meiga, valente, que os das Aldeias do lado sopram em nossa pele a brisa de seu perfume. Difícil é ter que correr mundo, imaginando o amor, o sorriso do amor perdido! Por certo cultivando rosas nos jardins do lado; Não! Não existe perda do retorno de um novo encontro, estaremos juntos vestindo outras fantasias, dançando em parceria, nos bailes das aldeias. E em momentos permitidos, sentiremos nosso olhar a buscar no passado, o amor na harmonia de um afeto sagrado que sutilmente se tornará pó; não do espírito da alma, para viver do presente futuro, imagens reinventadas em outros corpos, em outras tarefas doutrinadas em um novo tempo concedido.
(A bailarina cigana Liz que partiu precocemente).
 
Os dançarinos Antônio Midon e Sônia Silva
(momento em que dançam o Tango Flamenco).
 
Os artistas se despedem do público.

Os artistas se despedem do público.


Backlight do Musical
"A Música Canta Poesia".
no Teatro Eduardo Kraichete.
 
 
 
 
REALIZAÇÃO
 
 
ANGELA GEMESIO E KIKHA DANTTAS
 
PRODUÇÃO
 
ANGELA GEMESIO  E MAGDA BELLOTI.
 
 

APOIO CULTURAL
 
Nova Imprensa Oficial
do Estado do Rio de Janeiro
 

 
 
PATROCÍNIO
Attractive Veículos
Beira Mar Confeitaria
Casa da Cultura Berço de Noel
Casa das Fechaduras
Frutalha Refrigerações Ingá
Focus Portal Cultural
Hotel São Francisco - Icaraí
Lavanderia Araribóia
Vereador Renatinho
Viareggio Hotel
 

 

 
 

APOIO CULTURAL E DIVULGAÇÃO
 
 
 
 
 
 
 
 
APRECIAÇÃO  DE FRANCI DARIGO
 
 
Há traços artísticos sensíveis da obra de Clarice Lispector neste trabalho inquisitivo de Angela Gemesio, de talento rico de nuances na similaridade com a saudosa atriz da palavra no texto, em encontro definitivo! SUCESSO!!!
 
Franci Darigo
escritora e historiadora
 
 
 
***********************************
 
 
 
 
 

Nenhum comentário: