quarta-feira, 31 de agosto de 2016

NAT KING COLE CANTA NINGUÉM ME AMA - HOMENAGEM DO FOCUS PORTAL CULTURAL. CONFIRA ESSA RELÍQUIA!

 
CLICAR NA IMAGEM PARA ASSISTIR AO FILME
NAT KING COLE CANTA
NINGUÉM ME AMA, EM PORTUGUÊS -
HOMENAGEM DO FOCUS PORTAL CULTURAL.
 

 
CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE DO
FOCUS PORTAL CULTURAL
 
 




 
 
O tributo de hoje do Focus Portal Cultural é para Nat King Cole, cantor norte-americano que canta especialmente para todos nós brasileiros a música Ninguém me ama - composição de Antônio Maria e Fernando Lobo. Assista ao filme e confira a relíquia.
 
 
 
 
 
Nat King Cole, nome artístico de Nathaniel Adams Coles, nasceu em Montgomery, 17 de março de 1919, foi um cantor e músico de jazz norte-americano, pai da cantora Natalie Cole. O apelido de "King Cole" veio de uma popular cantiga de roda inglesa conhecida como Old King Cole.

 
Sua voz marcante imortalizou várias canções, como: Mona Lisa, Stardust, Unforgettable, Nature Boy, Christmas Song, "Quizás, Quizás, Quizás", entre outras, algumas das quais nas línguas espanhola e portuguesa.


 
 
 

Suas músicas românticas tinham um toque especial junto a sua voz associada ao piano, tornando-o assim um artista de grande sucesso.


A então revolucionária formação de piano, guitarra e baixo ao tempo das Big bands tornou-se popular para trios de jazz.


 
 
 
 
Nat King Cole aprendeu a tocar piano na igreja onde seu pai era pastor. Desde criança ele esteve ligado à música, tocando junto ao coral da mesma igreja. Cole lutou contra o racismo durante toda a sua vida, sempre se recusando a cantar em plateias com segregação racial.

Cole fez apresentações no Brasil em 17,18 e 19 de abril de 1959, no estádio do Maracanãzinho e ginásio do Tijuca Tênis Clube no  Rio de Janeiro, com lotações de 20.000 e 11.000 pessoas, respectivamente.

Em 21, 23, 24 e 25 de abril do mesmo ano, suas apresentações ocorreram no antigo Teatro Paramount, em São Paulo.

 
 
 

Além disso, fez uma apresentação no Golden Room do Hotel Copacabana Palace.

Por ter um hábito de fumar diariamente três maços de cigarro, o cantor morreu vítima de câncer. Encontra-se sepultado no Forest Lawn Memorial Park (Glendale), Glendale, Los Angeles, nos Estados Unidos.
 
Um de seus últimos trabalhos foi no filme Cat Ballou, onde canta a balada da personagem título, interpretada por Jane Fonda. O artista faleceu em Santa Mônica em 15 de fevereiro de 1965.

 
  
 
FRASE
 
 
 
Sou um músico no coração.
Eu sei que eu não sou realmente um cantor.
Eu não poderia competir com cantores reais.
Mas eu canto porque o público compra.
 
                                                    Nat King Cole
                                                          1919-1965
 
 
 
 
 

 
DISCOGRAFIA
 

 


 







 
 
 
 
 
 
 
APOIO CULTURAL
 
 
 
 
 
 
 
 
 
COMENTÁRIOS
 
 
Acolhemos com carinho esta  Bela e merecida homenagem, prestada pelo Focus Portal  Cultural, ao inesquecível Nat King Cole!
Beijos fraternos.
Socorro Cavalcanti.
Vice-presidente da ALACE.
 
 
 
 
 
*******************************************
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário: