terça-feira, 24 de janeiro de 2017

VICTOR BIGLIONE FAZ TRIBUTO A JIMI HENDRIX, NESTE SÁBADO, 28, NA LAPA. IMPERDÍVEL!!!

 
Victor Biglione - Guitarrista.

 
 
 

O guitarrista argentino radicado no Rio de Janeiro fará, neste sábado, 28, às 23:30h, na Lapa, um tributo ao maior guitarrista de todos os tempos, Jimi Hendrix, para fechar com chave de ouro o Rio Rock & Blues Festival 2017. Acompanhado por Dário Toddy (baixo) e Fábio Cezanne (bateria), Victor Biglione vai apresentar releituras de sucessos como “Foxy Lady” e “Room Full of Mirrors”, dentre outras.
 
Victor Biglione - Guitarrista.
 
Apaixonado pelo rock e derivados, Victor Biglione absorveu toda a cultura dos anos 60, junto aos acontecimentos históricos da época, como a contracultura e os conflitos raciais nos EUA. A intensa presença de Jimi Hendrix influenciou o guitarrista a seguir no mundo da música, e agora ele mostra todo o trabalho do americano em um tributo de sucessos que evidencia a fusão entre o rock clássico e as referências latino-americanas na sonoridade do próprio Biglione, transformando seus riffs em um som único e universal.
 
Victor Biglione - Guitarrista.
 
 
Nascido em Buenos Aires e consagrado no Brasil, Victor é considerado um dos maiores guitarristas e violonistas da atualidade. Além de ter uma carreira solo consolidada, o músico também tem uma larga experiência internacional, atuando com nomes como Steve Hackett (Genesis), Andy Summers (The Police), Sergio Mendes, John Patitucci (Chick Corea), entre outros. É o estrangeiro com a maior participação em gravações e shows na história da MPB.
 
 
Victor Biglione - Guitarrista.
 
 
 
 
SERVIÇO
28/01 – sábado – Victor Biglione
faz tributo a Jimi Hendrix no Rio Rock & Blues.
Local: Rio Rock & Blues - Palco principal
Horário:23:30
Endereço: Rua Riachuelo, 20 Lapa - Rio de Janeiro
Fone: (21) 98587-2334
Ingressos: R$35,00.
 
 
 
 
APOIO NA DIVULGAÇÃO
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FONTE:
Cezanne Comunicação -
Assessoria de Imprensa em Cultura e Arte

Um comentário:

Luiz Carlos Lemme disse...

Um programa sem fronteiras: um hermano carioca interpretando um gringo jamaicano.
É rock tropical da melhor qualidade com tempero nostálgico dos ardentes anos 60.
Biglione, em uma guitarra quase erudita, reviverá com sua precisão harmoniosa a era da erupção da juventude. Em meio aos gritos de paz & amor e às explosões da guerra do Vietnam, a melodia agressiva de Hendrix desconstruiu a sociedade cor-de-rosa da jovem-guarda bem comportada.
Na Lapa, aqui e agora, uma chance para reviver os excitantes dias do flower-black-power.