terça-feira, 11 de dezembro de 2012

COBERTURA FOTOGRÁFICA E CINEMATOGRÁFICA DO LANÇAMENTO DO LIVRO "OLHANDO PARA TRÁS" DE GRACINDA ROSA

 
Na tarde primaveril do dia 06 de dezembro, às 17 horas na Biblioteca Pública de Niterói, entre amigos e admiradores. A escritora e professora Gracinda Rosa, autografou seu mais recente livro, “Olhando para trás”, são memórias / lembranças reunidas do seu caminho percorrido desde os primeiros passos dados no chão de sua terra natal a cidade de Engenheiro Passos, município de Resende – RJ. E todos os alegres momentos de seus tantos anos já vividos na terra fluminense. Foi uma tarde muito festiva, e durante horas a escritora autografava livros para seus fãs incansavelmente.
 
 
O Focus esteve presente e trouxe as imagens e o vídeo para você que não pode presenciar. Confira.
 
ASSISTA AO VÍDEO COM AS IMAGENS
DO LANÇAMENTO DO LIVRO
 
'OLHANDO PARA TRÁS'
 
DA ESCRITORA
 
GRACINDA ROSA
 
 

 
 
Gracinda Rosa - escritora

Gracinda Rosa nasceu no município de Resende (RJ) em 1933. Reside, desde 1945, em Niterói, onde completou seus estudos. Foi professora de ensino primário e médio. Está aposentada.
É membro da Associação Niteroiense de Escritores (ANE), da Academia Niteroiense de Letras (ANL) e dos Escritores ao Ar Livro.
Obras anteriores:
Pequenos Amores (contos) – 2005
Cabine Individual (romance) – 2007.
Olhando para trás é livro de memórias da infância. Tem prefácio de Carlos Rosa Moreira e orelhas de Sávio Soares de Sousa.
Contato com a autora:



Capa do Livro de Gracinda Rosa
(a autora com 1 ano de idade)
 
Direção Editorial: Luiz Augusto Erthal
Digitalização das Fotos: Newton Barra
Revisão: Luiz Antônio Barros
Edição: Márcia Queiroz Erthal
 

 
Prefácio
MUITO JOVEM TIVE A SORTE DE viajar num trem. Não desses trens da Baixada e das periferias, encardidos e atulhados de gente com suas caras tristes. Mas um trem de interior, passeador entre cidadezinhas, montes e pastagens, um trenzinho como aquele que o Villa botou para correr ao som dos violinos. Faz tempo que viajei no trenzinho...
Mas voltei a fazê-Io agora, ao ler "Olhando para trás", as memórias de Gracinda Rosa.
"Quis o destino que, nos idos de 1933, eu viesse à luz..."Gracinda é testemunha de um século.  Quando nasceu,   no início da   terceira década do século XX,      o tempo não caminhava na velocidade dos trens,      mas  no compasso dos carros de boi que passavam rangedores pelos caminhos dos pequenos lugares em que viveu. De certa forma, conheceu as primeiras décadas anteriores à sua existência. Eram tempos conturbados da nova República brasileira, e a autora nos remete à História, ao contar um episódio da Revolução Constitucionalista de 1932 acontecido na paz do lugarejo onde vivia sua família. Há História e histórias o tempo todo em “Olhando para trás". Detalhes de existências comuns transformadas em personagens de episódios deliciosos pela pena de Gracinda Rosa. Há sinceridade em cada linha dessas memórias. Gracinda conta dos lugares, das pessoas, do mundo simples e real em que viveu, mas não se furta a mergulhar em si mesma e nos brindar com a forma de ver e sentir de uma mocinha daqueles  distantes e até ingênuos anos. Viajo mesmo e fico a imaginar onde andarão aquelas pessoas tão comuns tornadas interessantes pela escritora. Onde estará Jenny,   a colega judia, que foi para o então recém-criado Estado de Israel ser também testemunha da História?
Sigo à janela do trenzinho que percorre as páginas de Gracinda Rosa. Diante de mim passam damas com chapéus, senhores em linho branco, paisagens e cidades que se alternam como a vida de mudanças de Gracinda. Ouço a trilha sonora que escolhi para ler essas memórias. Os violinos e oboés do Villa enfeitam o ar nesse meu passeio, e às notas musicais se misturam as vozes de crianças no recreio, a sineta a marcar os intervalos das aulas, o ruído do arrastar das carteiras e os sons das páginas de livros e cadernos ao serem folheados. Passeando pelo ar em companhia dos arabescos maravilhosos do Villa, sinto o perfume das goiabeiras do velho Estado do Rio. Viro cada página, como o trem vira cada curvo, e outra delicada paisagem aparece. Pequenos lugares, aromas de quintais, uma escolinha entre árvores lá num canto do pasto, crianças em azul-marinho e branco com seus cadernos caminham sobre a terra da estrada. Estou no universo de Gracinda. Às vezes fecho os olhos e aspiro fundo o ar nos páginas que percorro, o viagem é uma delícia.
 
Carlos Rosa Moreira
 
 
SEQUENCIAL DE FOTOS DO EVENTO

Renato Augusto e Gracinda Rosa

Wanderlino T. Netto e Gracinda

Gracinda e Cyana

Renato Augusto e Alexandre
 
Sandro Rebel e Gracinda Rosa

Alberto Araújo e Gracinda Rosa
Momento que este editor recebe o autógrafo da autora
 
amigos de Gracinda Rosa
Angela Caldas,Luzi Velloso,Rita Magnago
Carlos Rosa e Cris Seixas


Luzia Velloso e Gracinda

Elenir Teixeira e Gracinda

Glória Blauth - diretora da BPN
e Gracinda

 Primeira carteira de frequentadora da Biblioteca
de Gracinda Rosa
 
Gracinda Rosa e Alexandre (filho)
 
Mais fotos!... Assista ao filme acima...
 
 

7 comentários:

ceci disse...

Felizmente,atraves do video,pude "presenciar" este evento,pois foi impossivel comparecer..
Para o autor do "blog" achei tudo muito interessante..Abs Ceci Lohmann

João Carlos M. Cavalieri - Prof. RJ disse...

Excelente postagem. A escritora Gracinda Rosa olhou mesmo para trás e com olhos de doçura. Belíssima narrativa de suas memórias. O prefácio do escritor Carlos Rosa é de arrepiar e romântico. Aplausos de pé para a escritora e para o FOCUS que nos oferta essa maravilha. Abraços, João Carlos Cavalieri RJ

PAULO ROBERTO CECCHETTI disse...

Parabéns, Alberto! Grato pelo envio. Att,

PRC

RODRIGO PENA disse...

Cobertura belíssima, um trabalho perfeito!!!. parabéns,

abraços

Rodrigo Pena

GRACINDA ROSA - ESCRITORA disse...

Alberto e Shirley

Agradeço do fundo do coração pela gostosa postagem feita sobre o lançamento do meu livro. Ali aparecem todos os meus amigos. Já vi e revi e mandei para meu filho e algumas pessoas. Vocês são incríveis! Obrigada mil vezes.


Grande abraço da Gracinda.



Anônimo disse...

Parabéns, Alberto, uma cobertura maravilhosa! Você faz bonito!
Um grande abraço amigo.
Carlos Rosa.

Angela Ellias disse...

Alberto, está "show" seu data-show". Gostei muito porque pude ver a dinâmica organizada pela escritora Gracinda Rosa, já que eu precisei sair antes daquele momento. O dia 06 de dezembro de 2012 ficará para sempre registrado no meu coração, assim como o livro "OLHANDO PARA TRÁS-MEMÓRIAS" que tive o prazer de ler (ou melhor degustar, como bem disse Sávio Soares na orelha do livro). Os livros da Gracinda ficam tatuados no meu interior. Aplausos para você, Alberto, para o livro em evidência, para Gracinda, e um "mais um, mais um ... para ela". O prefácio do Carlos Rosa é poesia pura. Enfim, o livro está "10" da capa até o FIM.
Abraço a todos os leitores desse BLOG que também é "10" ..........Angela Ellias.