quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

PROGRAMAÇÃO DO CARNAVAL DE RUA 2020.

A PREFEITURA DE NITERÓI DIVULGOU PARTE DA PROGRAMAÇÃO DO CARNAVAL DE RUA 2020. ESSE ANO, HAVERÁ FESTAS DE BAIRRO EM 34 LOCAIS, DESFILE DE 100 BLOCOS, ALÉM DOS TRADICIONAIS DESFILES DAS ESCOLAS DE SAMBA DE NITERÓI. 





São esperados cerca de 850 mil foliões de turistas e niteroienses. 

Já estão confirmados blocos como Rio Pandeiro (Icaraí), Sambaí (Concha Acústica), Cordão do Bola Branca (Canto do Rio), Banda dos Amigos (Barreto), Mancando de Ré (Largo do Marrão), Combinado 5 de Julho (Barreto). Os blocos Bicho (Piratininga), Bloquinho (Campo de São Bento), Banda de Piratininga, Dominó (Santa Rosa), e Bloquete (Vital Brazil) também vão agitar a programação de carnaval.

A tradicional Banda do Ingá, este ano, desfilará do Ingá até a Concha Acústica, em São Domingos. Os blocos Saias na Folia, Loucos pela Vida e Asclin prometem trazer a folia para o Centro da cidade. No Caminho Niemeyer, está confirmado o bloco Vou Zoar.

Rio do Ouro, Caramujo, Charitas, São Francisco, Cafubá, Fonseca, Largo da Batalha, Badu, Piratininga, Barreto, Largo da Batalha, Icaraí, Santa Rosa, Ititioca, Maceió, Santa Bárbara, Engenhoca, Sapê, Ilha da Conceição, Engenho do Mato, São Lourenço, Ponta d'Areia, Itaipu e Jurujuba terão carnavais de bairro.


Confira a programação dos desfiles
 na Rua da Conceição




Dia 23 DE FEVEREIRO DE 2020.

19h – Império de Charitas

19h25min – Mistura da Raça

19h50min – União do Maruí

20h15min – Grilo da Fonte

20h40min – Unidos do Castro

21h05min – Independente do Boaçu

21h30min – Unidos do Barro Vermelho

22h – Fora de Casa

22h30min – Amigos da Ciclovia

0h – Tá Rindo Por quê?

0h30min – Grupo dos 15

Dia 24

19h – Galo de Ouro

19h40min – Banda Batistão

20h20min – Cacique São José

21h – Garra de Ouro

21h40min – Sabiá

22h20min – Combinado do Amor

23h – Balanço do Fonseca

23h40min – União da Engenhoca

0h20min – Bem Amado

1h – Paraíso do Bonfim

Dia 25

19h – Mocidade de Icaraí

19h45min– Império de Araribóia

20h30min- Bafo do Tigre

21h15min – Souza Soares

22h – Unidos da Região Oceânica

22h45min – Alegria da Zona Norte

23h30min– Magnólia Brasil

0h15min – Unidos do Sacramento

1h – Folia do Viradouro

1h45min – Experimenta da Ilha da Conceição












APOIO NA DIVULGAÇÃO










CALOUSTE: UMA VIDA, NÃO UMA EXPOSIÇÃO. UM PERCURSO PELA HISTÓRIA DE QUEM FOI CALOUSTE E DO QUE DEIXOU PARA AS GERAÇÕES SEGUINTES.






Perante o desafio de construir uma exposição sobre Calouste Gulbenkian, o curador foi invadido por uma série de questões: Como expor uma vida, a sua vida? Como transformar uma biografia numa exposição? Perante as dúvidas, começaram a surgir respostas. Nesta exposição comemorativa, o espectador terá de pegar nos vestígios que Gulbenkian deixou para assumir um papel ativo na construção dessa vida, num caminho que se fará da frente para trás, do mais próximo para o mais antigo – uma linha, como que um labirinto que percorre o mundo que separa Lisboa de Istambul e terá uma narrativa com as suas histórias, as suas suspensões e, também, as suas falhas. Um percurso pela história do que foi Calouste e do que deixou para as gerações seguintes. Curadoria: Paulo Pires do Vale

QUEM É CALOUSTE

As raízes arménias no império otomano. A forte ligação às origens

Calouste nasceu a 23 de março de 1869, em Scutari (atual Uskudar), perto de Istambul, local de residência de muitas famílias de origem arménia. Filho de Sarkis e Dirouhie Gulbenkian, diz-se que era descendente dos príncipes de Rechdouni que tinham antigas propriedades feudais, na Grande Arménia, região que marcou a história arménio-bizantina até ao séc. X.

No século seguinte, no reinado de Sénékérin de Vaspourakan, os Príncipes de Rechdouni e os seus familiares estabeleceram-se em Cesareia da Capadócia, um dos mais antigos berços do cristianismo oriental, e adotaram o nome de família Vart Badrik, título nobiliário bizantino. Este nome de família seria adaptado, com a chegada dos Otomanos ao poder, para a forma turca de Gulbenkian.




Os Arménios desempenharam um papel determinante no Império Otomano, quer no campo económico e financeiro, quer nas artes. A família Gulbenkian destacar-se-ia ainda pela sua generosidade.

Desde 1800, as sucessivas gerações Gulbenkian sempre se mostraram muito generosas para com as comunidades arménias do Império otomano, onde a família tem as suas raízes.

Os Gulbenkian empenharam-se em várias ações de cariz filantrópico, a favor dos seus compatriotas otomanos, como a criação de hospitais, escolas, igrejas, auxílio a artistas e intelectuais, distribuição de alimentos em tempo de crise, entre outras iniciativas.

Calouste não fugiu à tradição familiar e manteve, a par da filantropia, uma forte ligação às raízes.


A sua relação com o império otomano serviu-lhe de barómetro na sua “arquitetura geopolítica”, aquando da grande corrida das nações ao petróleo, tendo conciliado os interesses do ocidente e do oriente com sabedoria.

Depois de já ser um empresário de sucesso, Calouste dedicou sempre grande afeto ao povo arménio e fez questão de ajudar as comunidades espalhadas pelo mundo com generosas contribuições financeiras, destinadas sobretudo a escolas, igrejas e hospitais, como o S. Pirgiç, em Istambul, onde se encontra o jazigo dos seus pais.

Ele próprio mandou construir a igreja de S. Sarkis, em Londres, e concedeu importantes donativos para o restauro da catedral de Etchmiadzine, na Arménia, e a biblioteca do Jerusalem Armenian Patriarchate.




Em 1930, assumiu o cargo de Presidente da União Geral Beneficente Arménia, a AGBU.

Em homenagem ao seu fundador, dois executores do testamento, Kevork Essayan, genro de Calouste Gulbenkian, e Azeredo Perdigão, primeiro Presidente da Fundação, criaram em 1956 o Serviço das Comunidades Arménias, então apelidado de Serviço do Médio-Oriente, cujo objetivo principal é a difusão da educação e da cultura arménia por todo o mundo. O Conselho de Administração inclui ainda, por tradição, um membro pertencente à família Gulbenkian, atualmente assegurado pelo seu bisneto Martin Essayan.

A Fundação Calouste Gulbenkian é conhecida em todo o mundo. Sobre o homem que a fundou há todo um mundo por conhecer. Calouste Sarkis Gulbenkian era um homem invulgarmente inteligente e de ideias inovadoras, o que fazia dele um visionário.

Foi detentor de uma das maiores fortunas do mundo, mas poucos o conheciam porque fugia do protagonismo e até evitava ser fotografado.

Pertencia a uma família arménia com antepassados ilustres. Os negócios do pai envolviam o comércio de tapetes orientais e querosene, um produto derivado do petróleo muito rentável na altura, que era utilizado para iluminação e aquecimento. Além disso, dedicava-se à atividade bancária.

Desde muito cedo que o pequeno Calouste teve contacto com línguas e culturas diferentes.

Quando terminou o ensino secundário foi para Marselha aperfeiçoar a língua francesa. Depois, seguiu rumo a Londres, onde foi admitido no King’s College, completando o curso de Engenharia e Ciências Aplicadas com uma classificação exemplar.

Apesar da sua paixão pela ciência e biologia, o seu percurso profissional acabaria por ser traçado, por insistência paterna, a partir do negócio de família. Mas Calouste Gulbenkian não ficou por aqui. Estudou o setor da exploração de petróleo, que viria a revolucionar. E nunca se esqueceu da sua paixão pela arte, que cultivou até ao final dos seus dias, assim como as causas que abraçava, usando a sua fortuna para as financiar.

Calouste Gulbenkian era, na sua essência, um filantropo, um humanista, um diplomata ou como ele próprio se definia: “um arquiteto de empreendimentos”.

A prova máxima desta sua faceta encontra-se em Lisboa, na fundação com o seu nome, e que deixou como legado “para benefício de toda a humanidade”, dedicada a quatro áreas fundamentais – Beneficência, Arte, Educação e Ciência.

Criado para albergar todas as obras que Calouste Gulbenkian foi adquirindo ao longo de mais de 50 anos e que considerava como “suas filhas”, o Museu Calouste Gulbenkian reúne cerca de 6.500 peças de valor incalculável, acessíveis a todos, naquela que é uma das melhores coleções do mundo.












APOIO NA DIVULGAÇÃO









FONTE:


CONVITE DO "GRUPO FLORBELIANO" PARA UMA TARDE/NOITE COM AS POESIAS DA PORTUGUESA FLORBELA ESPANCA,







CONVITE DO "GRUPO FLORBELIANO" PARA UMA TARDE/NOITE COM AS POESIAS DA PORTUGUESA FLORBELA ESPANCA, DIA 30 DE JANEIRO DE 2020. DAS 16 HORAS. LOCAL: CONSULADO GERAL DE PORTUGAL. RUA SÃO CLEMENTE,424, BOTAFOGO, RIO DE JANEIRO. ENTRADA FRANCA. 






APOIO NA DIVULGAÇÃO





CONVITE PARA PARTICIPAÇÃO DO FÓRUM CULTURAL LAD II 2020, CURADORIA DE MARIA ARAÚJO. INSCRIÇÕES ATÉ 31 DE JANEIRO DE 2020. INSCREVA-SE!


FÓRUM CULTURAL LAD II LITERATURA ARTES E DESIGN.





Caros artistas, escritores e designs, devido ao sucesso do FÓRUM CULTURAL LAD I, em 2018 o ECNGS ESPAÇO CULTURAL NELSON GRIMALDI SEABRA promove em 2020 com apoio da OBRA SOCIAL ABRACE O RIO e a empresa ame arquitetura, o Fórum Cultural LAD II Literatura Artes e Design, convida a todos para participarem dessa fusão cultural no magnífico Espaço Histórico Cultural Memorial Municipal Getúlio Vargas, o evento está previsto para acontecer de 27/04 a 31/05/ 2020, inscrições até 31 de janeiro de 2020.


O interesse da produtora cultural Maria Araujo em promover mais uma vez o FÓRUM CULTURAL LAD II se dá pela relevância do evento para enriquecimento cultural de nossa cidade.


AS INSCRIÇÕES PARA ESTAR NO LIVRO CATÁLOGO VÃO ATÉ DIA 10 DE FEVEREIRO DE 2020.


ATIVIDADES

Coquetel no Vernissage as quartas-feiras do mês de maio lançamento de livros
Mesa redonda
Palestras
Apresentação artística
Taxa de adesão para escritores
Deve enviar foto e um perfil com até cinco linhas.
TEXTO OU POEMA
Uma página no livro catálogo

ARTISTA PLÁSTICO, ESCULTOR, DESIGN 
Duas telas Dim. 1m. X 90 cm.
Escultura altura máxima 1m. De altura
Design peças até 1m.
Coquetel no vernissage
Um mês de Exposição
Divulgação das obras
Disponibilidade do Teatro para palestras
Mesa redonda
Uma página no Livro catálogo.




APOIO NA DIVULGAÇÃO








terça-feira, 28 de janeiro de 2020

ZONA NORTE DE NITERÓI GANHARÁ SEU PRIMEIRO CENTRO CULTURA.







ZONA NORTE DE NITERÓI GANHARÁ SEU PRIMEIRO CENTRO CULTURA. DECRETO DE DESAPROPRIAÇÃO DE CASA NA ALAMEDA SÃO BOAVENTURA, QUE ABRIGARÁ O CENTRO, FOI PUBLICADO TERÇA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2020.

O bairro do Fonseca vai abrigar o primeiro Centro Cultural da Zona Norte de Niterói. O passo inicial já foi dado, com decreto assinado pelo Prefeito Rodrigo Neves para desapropriação da casa de número 263, na Alameda São Boaventura. O decreto foi publicado nesta terça-feira, 28 de janeiro de 2020, no Diário Oficial do Município e a previsão é de que a inauguração aconteça em maio.

“Consideramos a cultura como um dos pilares para o desenvolvimento econômico e social do município e um novo espaço fora do eixo Centro-Sul reforça ainda mais nossos objetivos”, ressalta o Secretário Municipal das Culturas, Victor De Wolf.

O primeiro centro cultural da Zona Norte funcionará em um espaço de 2.000 m². O projeto é oferecer no local eventos culturais de múltipla linguagem, abrangendo os diversos tipos de artes: exposições, danças, salas de oficinas e ensaios de grupos. Também está prevista a construção de um teatro no terreno existente nos fundos da casa, pensado como ambiente multiconfiguracional e, para tanto, equipado com cadeiras móveis.

Segundo De Wolf, em uma das etapas da Conferência de Cultura, que acontecerá em abril, com pré-conferências em março, será debatido como vai ser a utilização do novo Centro Cultural, já que a ‘participação popular’ é de fundamental importância na administração.

“Vamos apresentar uma ideia inicial e, a partir daí, alinhar com a população a forma de ocupação desse novo espaço de cultura na cidade, especialmente, no que diz respeito às atividades culturais. É preciso pensar o espaço como um todo”, finaliza Victor De Wolf.







FONTE

Departamento de Imprensa SMC/FAN
Secretaria Municipal de Cultura - Niterói
Fundação de Arte de Niterói - FAN
Por Alberto Araújo - Focus Portal Cultural


segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

ESQUENTA NITCOMICS, NA BIBLIOTECA PARQUE DE NITERÓI DIA 31 DE JANEIRO E 01 DE FEVEREIRO DE 2020.







A Biblioteca Parque de Niterói sediará evento para apresentar uma prévia da Nitcomics 2020, que ocorrerá em maio deste ano. Além de feira com todos os tipos de quadrinhos entre lançamentos, raridades e edições especiais, o público poderá conhecer e adquirir obras de artistas independentes de Niterói, assistir a palestras com temas ligados aos quadrinhos como “A Comemoração do Dia do Quadrinho Nacional” (30/01) e “Criação de Quadrinhos para Crianças”. Também estão programadas atividades como peça interativa de teatro com Super-Heróis e mesas de RPG.










• Sobre a Nitcomics

A Nitcomics é o maior evento de quadrinhos da cidade de Niterói. E caracteriza-se por ser focado principalmente na nona arte. Além de grande feira de quadrinhos e produtos afins, o evento oferece palestras e Masterclasses com profissionais da área.
• Programação:

31 de janeiro de 2020

11 horas – Abertura da Feira de Quadrinhos e das mesas para jogos de RPG

13 Horas – Palestra “O Dia do quadrinho Nacional”, com Prof. Antônio Júnior – Editor da Oba Books, criador do Gato Burguer.

15 Horas – Apresentação da Nitcomics 202, com Luis Mello – produtor da Nitcomics
  1 de fevereiro de 2020

10 horas – Abertura da Feira de Quadrinhos e das mesas para jogos de RPG

11 horas – Performance teatral – Super-Heróis no calçadão da Biblioteca Park  , com Victor César e Luiz Alberto

12 horas – Palestra “Os Sete O encontro dos super-heróis nacionais”, com Eberton Ferreira - Quadrinista, criador da série Causos.

13 horas – Apresentação da Nitcomics 2020, com Luis Mello – produtor da Nitcomics 

Apresentação do concurso de histórias em quadrinhos para crianças até 15 anos.

Presença dos artistas: Antônio Júnior, Cristina Pezel, Daniel Bacellar, Eberton Ferreira, Gabriel Calfa, Giorgio Galli, Guilherme de Sousa, Marcus Leopoldino, Marvin Rodriguez e Tito Camello.

Editoras presentes: Editora Kimera, Editora New Order e MHQ Editora.

A entrada é gratuita!

A Biblioteca Parque de Niterói fica na Praça da República, sem número – Centro – Niterói

Telefone: 2722-0493


APOIO NA DIVULGAÇÃO









FONTE
Secretaria Municipal de Cultura - Niterói
Fundação de Arte de Niterói - FAN

Por Focus Portal Cultural

NITERÓI, ONTEM E HOJE NAS PALAVRAS E IMAGENS DO FOTÓGRAFO/JORNALISTA CARLOS RUAS.

 
(CLICAR NA IMAGEM PARA ASSISTIR AO VÍDEO)
 
 



OU CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE
DO FOCUS PORTAL CULTURAL
 


 
NITERÓI, ONTEM E HOJE NAS PALAVRAS
E IMAGENS DO FOTÓGRAFO/JORNALISTA
CARLOS RUAS
 
EMOCIONANTE VIAGE!
(CLICAR NA IMAGEM)
 
MEMÓRIA: Em uma viagem memorial o fotografo jornalista Carlos Ruas apresenta inúmeras imagens de Niterói antigo e atual. Emocionante! SUCESSO!
 
 
 
APOIO NA DIVULGAÇÃO
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FONTE
UM SÁBADO QUALQUER
 

sábado, 25 de janeiro de 2020

GRUPO VIOLÚDICO APRESENTA PEÇA, NA SALA NELSON PEREIRA DOS SANTOS.









Crianças do passado contando para as crianças do presente o que era o Michael Jackson na visão deles. Essa é a proposta do espetáculo “Violúdico Canta Michael Jackson para crianças”, que acontece, nos dia 1 e 2 de fevereiro, sábado e domingo, às 17h, na Sala Nelson Pereira dos Santos.
Com uma proposta diferente, o grupo Violúdico encena a trajetória do artista Michel Jackson em um musical. Além dos grandes sucessos do ídolo, versões surpreendentes e paródias engraçadas também serão apresentadas, neste espetáculo interativo e inovador.

Resgatando a memória dos pais e do próprio elenco, que incrementou a peça com algumas experiências pessoais, o show promete oferecer uma noite mágica para toda a família, com muito humor, dança e música boa.
Além disso, o espetáculo não será limitado ao espaço da apresentação. O público será convidado a subir no palco e os atores descerão à plateia.

Ficha técnica:
Texto: Felipe Moura 
Direção: @dieymespechincha e Felipe Moura
Coreografia : @marianadulcetti 
Figurino: @farleymts
Fotos de divulgação: @amandaolivierfotografia
PRODUÇÃO LOCAL: mosquito produções

SERVIÇO:
Data: 01 a 02 de fevereiro
Horário: 17h
Entrada: R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia)
Local: Sala Nelson Pereira dos Santos
Endereço: Av. Visconde do Rio Branco, 880 – São Domingos, Niterói
Contato: (21)97140-0379
Capacidade: 491 lugares
Classificação: livre

CANAIS OFICIAIS DE VENDAS:
Pontos de Venda: bilheteria da Sala Nelson Pereira dos Santos
Chocolates Brasil Cacau - Niterói - seg - sex 9h às 19h
R. da Conceição, 101 – Centro










APOIO NA DIVULGAÇÃO








--
FONTE
Departamento de Imprensa SMC/FAN
Secretaria Municipal de Cultura - Niterói
Fundação de Arte de Niterói - FAN