domingo, 15 de fevereiro de 2015

COBERTURA DO CAFÉ-CONCERTO SPECIALE PUCCINI NO ISTITUTO ITALIANO DI CULTURA - SEDE DE NITERÓI. CONFIRA.


(CLICAR NA IMAGEM PARA ASSISTIR AO VÍDEO)


Memorável, emocionante e altamente instrutivo foi o Colazione Speciale Puccini (café da manhã especial Puccini),  realizado pelo Istituto Italiano di Cultura em sua sede de Niterói - RJ no dia 07 de fevereiro (sábado). 
O evento foi patrocinado pela  Associazoni Lucchesi Nel Mondo Rio de Janeiro com o apoio  do  Istituto Italiano di Cultura di Rio de Janeiro, da  Revista Comunità Italiana e do Café Illy. 
O simpático encontro do  café da manhã ofereceu à assistência   o prazer dos gostosos acepipes (reflexos da hospitaleira alma italiana) aliado  ao prazer do espírito, já que a reunião teve como finalidade divulgar um  Curso sobre  o  consagrado músico italiano Puccini, a realizar-se na primeira quinzena de março. 

Nascido em Lucca - Toscana, Itália (interessante saber que o compositor nasceu na mesma cidade do pai do saudoso amigo Julio Cezar Vani), Puccini  é patrimônio mundial da música operística. Será, portanto, uma excelente oportunidade de conhecer com detalhes a vida e a obra desse grande compositor  que abriu as portas da ópera moderna no século XX.


A foto acima captou a  ocasião em que o coordenador do Istituto Italiano de Niterói,  Fabrizio Sassi,  fez a abertura do Curso, cujo cartaz abaixo também esclarece a dimensão e a grandeza do que será a série de palestras em torno do grande compositor. Logo após a tão auspiciosa comunicação do coordenador da entidade cultural italiana  foi exibida aos convidados e  amigos uma pequena exposição do programa do curso, que será  grátis e aberto à comunidade.


"PUCCINI, O CRIADOR DA ÓPERA MODERNA (MUSICAL)
- ABRINDO AS PORTAS DO SÉCULO XX”.

Trata-se de um passeio fantástico pelo mundo clássico de Giacomo Puccini, com montagens produzidas na íntegra. As  aulas serão ministradas pelos professores Marcel Gottieh e Raniere Thiago nesta entidade italiana nos próximos meses, iniciando-se  na primeira quinzena de março de 2015.
Na apresentação, o público presente teve também oportunidade de apreciar alguns trechos das óperas Tosca, Turandot, La Bohème, através de vídeos e explicação das árias com o professor Marcel Gottieh e Raniere Thiago.
Para  finalizar  os envolventes momentos daquele encontro intelectual, uma  das mais  expressivas produções de Puccini foi interpretada  pelo tenor convidado Marcelo Sader, acompanhado dos músicos Gabriela Sepúlveda (violoncelo) e Raniere Thiago (flauta transversa).
Já que você, prezado foculista, infelizmente não compareceu àquele suculento e musical café da manhã,  assistirá ao vídeo que esta revista eletrônica produziu para você.Terá assim uma pequena visão do que ocorreu naquela  manhã tão rica de informações culturais e certamente ficará interessado em participar do curso:

"PUCCINI, O CRIADOR DA ÓPERA MODERNA (MUSICAL)
- ABRINDO AS PORTAS DO SÉCULO XX".


Giacomo Puccini - compositor
Clique, pois, no link para assistir ao
Canal do You Tube do Focus Portal Cultural:



 Caro leitor foculista, sinta-se convidado para este passeio extraordinário  nas claves  operísticas. Irá   ouvir com os olhos do coração e do intelecto  as composições  do imortal  Puccini... Se não as conhece, ficará fascinado. Se já as ouviu, duplamente será seu enlevo. Terá extraordinárias Visões de Arte.
Para saber mais, entre em contato com Istituto Italiano di Cultura di Niterói – RJ. - Av. Presidente Roosevelt, 1063 – São Francisco – Niterói – RJ – Brasil.
e-mail  –  fsassi@globo.com.br
Alberto Araújo
Editor do Focus




ALGUMAS IMAGENS DO EVENTO

REALIZAÇÃO

APOIADORES




Fabrizio Sassi - coordenador

Violoncelo da Gabriela Sepúlveda















UM POUCO SOBRE GIACOMO PUCCINI


Giacomo Puccini - compositor



Giacomo Antonio Domenico Michele Secondo Maria Puccini foi  um compositor italianode óperas. É considerado, depois de Verdi, o maior criador italiano de óperas, conceituado em vários países. Ele nasceu na cidade de Lucca na Toscana – Itália no dia 22 de dezembro de 1858. 
Em 1880, com a ajuda de um familiar e uma doação, Puccini ingressou no Conservatório de Milão para estudar composição com Stefano Ronchetti-Monteviti, Amilcare Ponchielli e Antonoi Bazzini. No mesmo ano, aos 21 anos, ele compôs a Messa, que marcou a grande associação de sua família com a música sacra.
O trabalho antecipa a carreira de Puccini como um compositor de óperas, mostrando na Messa vislumbres do poder dramático que ele viria a trazer aos palcos; as poderosas "árias" para tenor e baixo são certamente mais operísticas que as músicas normalmente vistas nas igrejas e a orquestração e o poder dramático compara a sua Messa com o Requiem de Verdi.
Enquanto estudava no Conservatório, Puccini obteve um libretto de Ferdinando Fontana e entrou em uma competição de óperas em um ato, em 1882. Embora não tivesse ganhado, Le Villi foi encenada no Teatro Dal Verme em 1884 e chamou a atenção de Giulio Ricordi, chefe da G. Ricordi & Co., que pediu ao compositor para compor sua segunda ópera, Edgar em 1889. Edgar falou: tinha uma péssima história com um pobre libretto de Fontana.
Algumas das árias das suas óperas, como "O mio babbino caro" de Gianni Schicchi, "Che gelida manina" de La bohème e "Nessun dorma" de Turandot tornaram-se parte da cultura popular.
Em fevereiro de 1924 completou o segundo ato de "Turandot". Nos meses seguintes, trabalhou rapidamente na orquestração do terceiro ato - até a cena da morte da personagem Liú. Com dores cada vez mais intensas, decidiu procurar um médico, que, a princípio, diagnosticou uma inflamação na garganta.
Internou-se em uma clínica de Bruxelas em 4 de novembro daquele ano. Mesmo assim, continuou trabalhando em "Turandot". No dia 24 do mesmo mês foi operado e cinco dias depois morreu de insuficiência cardíaca e faleceu no dia 29 de novembro de 1924.
Puccini é considerado o pai do teatro musical moderno – que veio a se desenvolver posteriormente com os artistas como Vincent Youmans, Victor Herbert e Cole Porter.

Suas óperas estão entre as mais interpretadas atualmente, as quais estão:

 Tosca,Turandot, La Bohème, Madama Butterfly. 

Cartaz da Ópera Tosca / Puccini

Cartaz da Ópera Turandot


Cartaz da Ópera La Bohème

Cartaz da Ópera Madama Butterfly



UM POUCO SOBRE MARIA CALLAS,
uma das mais importantes interpretes 
das fabulosas óperas de Puccini.

Maria Callas interpreta de
Giacomo Puccini (1858-1924)
Tosca
Act 2, Tosca's aria...
"Vissi d'arte, vissi d'amore"

Covent Garden, 1964

Maria Callas - soprano

Ánna María Kekilía Sofía Kalogerópulu - Maria Callas nasceu na cidade de Nova Iorque, 2 de dezembro de 1923 e faleceu em Paris no dia 16 de setembro de 1977. Foi uma cantora lírica norte-americana de ascendência grega, considerada a maior celebridade da Ópera no século XX e a maior soprano e cantora de todos os tempos. Apesar de também famosa pela sua vida pessoal, o seu legado mais duradouro deve-se ao impulso a um novo estilo de atuação nas produções operísticas, à raridade e distintividade de seu tipo de voz e ao resgate de óperas há muito esquecidas do bel canto, estreladas por ela.




Entre as diversas gravações célebres de Callas, encontram-se:
Verdi, Macbeth. Com Enzo Mascherini, Gino Penno e Mario Tommasini.
Regência de Victor De Sabata. La Scala, 1952.

Puccini, Tosca. Com Tito Gobbi e Giuseppe di Stefano. Regência de Victor De Sabata. La Scala, 1953. Considerada por muitos gravações de referência para a ópera de Puccini.

Bellini, Norma. Com Ebe Stignani, Mario Filippeschi e Nicola Rossi-Lemeni. Regência de Tullio Serafin. La Scala, 1954.

Donizetti, Lucia di Lammermoor. Com Rolando Panerai, Giuseppe di Stefano e Nicola Zaccaria. Regência de Herbert von Karajan. Berlin, 1955. Outra das gravações de Callas considerada de referência.

Verdi, La Traviata. Com Ettore Bastianini e Giuseppe di Stefano. Regência de Carlo Maria Giulini. La Scala, 1955. Famosa gravação em que a direção de cena ficara a cargo do cineasta Luchino Visconti.

Verdi, Il Trovatore. Com Fedora Barbieri, Rolando Panerai e Giuseppe di Stefano. Regência de Herbert von Karajan. La Scala, 1956.

Donizetti, Anna Bolena. Com Giulietta Simionato Gianni Raimondi. Regência de Gianandrea Gavazzeni. La Scala, 1957.



Giacomo Puccini - compositor

CLICAR NA IMAGEM PARA ASSISTIR AO VÍDEO
Puccini - Turandot: Nessun Dorma

"Nessun dorma (Nada deve dormir)"
É uma Ária do último ato da ópera de 
Giacomo Puccini a Turandot, 
e é uma das Árias tenor mais 
conhecida em toda a Ópera do mundo.


CARTAZ DA ÓPERA TOSCA

Angela Gheorghiu,
canta a maravilhosa e comovente Ária
"Vissi d'arte" na Ópera de Puccini -
“Tosca”.
Conduzida por Antonio Pappano.





APOIO CULTURAL








4 comentários:

Dalma Nascimento - escritora e doutora em Literatura Comparada UFRJ. disse...

Alberto. está magnífico este seu trabalho. Primoroso na concepção, dando uma "Visão da Arte' completa do imortal Puccini.

Parabéns por mais esta bela postagem!

Interessei-me pelo Curso e aconselharei meus dois netos, que estudam música na Faculdade da UFRJ, a participarem.

Dalma




Dalma Nascimento,
escritora e doutora em Literatura Comparada /UFRJ

ALBERTO ARAÚJO disse...

Prezada Dalma Nascimento.
Obrigado pela tua constante presença no Focus.
Ainda mais,
pelos teus belíssimos e importantes comentários.
Tu és uma amiga nota 1000.
Valeu!!!!
Volte sempre!
A casa é tua.
Abraços

ALBERTO ARAÚJO.
Editor

CYANA LEAHY - Professora (UFF), escritora, tradutora disse...

Caro Alberto,

Onde será esse encontro memorável mesmo?
Não tenho o endereço do ISTITUTO ITALIANO DI CULTURA DI NITEROI.

Não conheço ninguém que faça parte da cultura italiana em Niterói. Mas será um prazer aprender um pouco mais. Sou filha de irlandês, casei com espanhol, meus filhos são brasileiros, meus netos são ingleses e americanos, moram em Houston e em Londres. E sempre temos muita coisa a aprender, mesmo com todas as viagens que fazemos pelo Brasil, pelo mundo afora.

Abraços,

Cyana Leahy


CYANA LEAHY,
Professora (UFF), escritora, tradutora
PhD em Educação Literária (London University).

ALBERTO ARAÚJO disse...

Ola, prezada Cyana.

Obrigado pela sua participação!

O endereço do ISTITUTO ITALIANO DI CULTURA onde ocorrerão os encontros em março e nos outros meses é:
AV. PRESIDENTE ROOSEVELT, 1063 - SÃO FRANCISCO
NITERÓI- RJ.
(Próximo ao Posto Ypiranga, tem um banner enorme na porta).

O nome do coordenador é Fabrizio Sassi,
ele é uma pessoa muito comunicativa, legal
e sabe receber os convidados e amigos.

Quando começarem os encontros eu avisarei a todos
pelos e-mails, ok.

Abraços.

ALBERTO ARAÚJO