segunda-feira, 23 de novembro de 2015

DOCUMENTÁRIO; NICTHEROY UM MERGULHO NO PASSADO POR PAULO ROBERTO CECCHETTI UMA PRODUÇÃO DO FOCUS CULTURAL.

 
DOCUMENTÁRIO:
NICTHEROY UM MERGULHO NO PASSADO
POR PAULO ROBERTO CECCHETTI
(CLICAR NA IMAGEM DO ÍNDIO ARARIBOIA PARA ASSISTIR AO VÍDEO)
 

 
CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE DO
 


NICTHEROY  - UM MERGULHO NO PASSADO é o primeiro documentário de um conjunto de três que, sob o título sugestivo que fora criado pelo publicitário Paulo Roberto Cecchetti, reunirão várias afirmações de importantes lugares, pessoas, são imagens importantes que o autor apresentará no transcorrer das filmagens.

O que se pretende nessa iconografia é valorizar e expor conhecimento e descrição de imagens, estátuas e monumentos antigos de Niterói.

Expor a sua diversidade cultural, o objetivo também é falar dos lugares e pessoas que certamente estão escondidos no passado e que agora veem a tona através desse trabalho memorial do publicitário Paulo Roberto Cecchetti e produzido pelo Focus Portal Cultural.

Portanto fique antenado que vem aí o próximo documentário, repleto de novidades de uma Niterói que para muitos  está em suas águas escondidas.


CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE DO FOCUS PORTAL CULTURAL

para assistir ao primeiro documentário: Nictheroy - Um mergulho no passado.



 
 

NITERÓI ANTIGO

Niterói Antiga - Icaraí 1953

Espaço Abrigo dos Bondes - Espaço Antônio Callado.
 

Av.Visconde do Rio  Branco 1914.
 

Barcas - 1950.

Barcas - 1958.
 
Boa Viagem em 1960.

Bonde Elétrico.

Bonde São Francisco - Estrada Froes 1947.

Bonde Elétrico em 1947

Cinema Icaraí

Estação das Barcas - 1932

Hotel Imperial - 1970 Plaza Shopping atualmente.

Palácio Arariboia  - Prefeitura Velha.

Trampolim na Praia de Icaraí - década de 50.

Praia Icaraí - Vista da Comendador Queiroz  nos anos 60.
 
Praça Martim Afonso

Solar do Jambeiro - 1872.

Trampolim em Icaraí - 1945
 
 
 O Cinema Icaraí era uma sala de cinema em Niterói. Construído entre as décadas de 1930 e 40 em estilo art déco. Fechou em 2006 quando era administrado pelo Grupo Severiano Ribeiro, se mantendo completamente abandonado desde seu fechamento. Era considerado o último remanescente dos chamados cinemas de rua em Niterói. O edifício foi tombado pelo INEPAC e desde 2011 pertence à Universidade Federal Fluminense que pretende transforma-lo em centro cultural e sede da sua Orquestra Sinfônica Nacional (OSN-UFF
Fonte : Wikipedia.
Foto de Almiro Baraúna.
 
 
 
 
 
  APOIO CULTURAL


 
 
 

Nenhum comentário: