terça-feira, 4 de novembro de 2014

CONVITE PARA VERNISSAGE DA EXPOSIÇÃO INDIVIDUAL DA ARTISTA PLÁSTICA OLÍVIA BARRADAS NO IATE CLUBE DO RIO DE JANEIRO.





A artista plástica Olívia Barradas 
abre exposição individual 
no Iate Clube do Rio de Janeiro,
 no dia 11 de novembro de 2014 às 14 horas,
somente para sócios e convidados. 


A visitação continua para os não sócios 
de 12 a 16 de novembro, das 14 às 21 horas. 

É necessário agendamento com a 
curadora Daura Ramos. 
(21) 99136-4931.



          Tendo passado pelo Expressionismo abstrato, a pintora apresenta um novo trabalho inspirado na arte contemporânea e nas suas raízes baianas através de telas de santos barrocos do século XVIII e azulejos típicos emoldurados com rendas.

       “Da Bahia trouxe a luz e as cores das casas do Pelourinho e dos altares policromados das igrejas barrocas onde eu, ainda criança, me distraía viajando pelas colunas retorcidas com pássaros e cachos de uva. Considero a Bahia o coração do Brasil que pulsa história, arte, cultura e belezas naturais”, diz a artista plástica.

          Olívia destaca que a cultura precedeu seu nascimento pelo fato de sua mãe, Eloyna Barradas, ter conquistado seu pai, Manoel Henrique Barradas, tocando no piano árias de óperas, seu repertório favorito. Por causa da sonoridade, ele procurou saber quem ela era e daí surgiu o romance que os levou ao altar. “Eu vivia imersa nesse mundo também contato com o cinema. Papai tinha três. Na época, os filmes muito delicados, sem a violência engrandecida pelos efeitos especiais de hoje,: o amor era sempre vencedor, o crime não compensava e as revistas luxuosas da Metro Goldwin Mayer eram um prazer visual”, lembra.

         Ela cita também que, no teatro, conheceu o texto “As Reinações de Narizinho” representado pelo teatrólogo Adroaldo Ribeiro Costa no programa Hora da Criança e que, no balé, teve aulas com a professora Rosa Santos Gemmal e mesmo quando era a menorzinha da fila, já fazia os exercícios.
            

Olívia Barradas - artista plástica


A artista iniciou seus custos de arte em Paris com a professora Lucyna Mackowiak. Lá, aprendeu a utilizar a aquarela, o gouache e o pastel. No Rio, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, passou a usar o acrílico após aprender a técnica com  Luiz Ernesto e João Magalhães. 

Hoje, trabalha também com a tinta a óleo em suas telas. Completando seus estudos, Olívia estudou história da arte na Sorbonne (do impressionismo aos estilos de época mais recentes) e, em Perugia, na Itália, a história da arte antiga. Lá, seu professor levava a turma para conhecer as obras de arte da Úmbria, ideia que aproveitou com os seus estudantes do Colégio Sophia Costa Pinto, que eram levados para ver arte em Minas Gerais e em países europeus. Frequentou também seminários de semiótica na França e na Itália.

Seus trabalhos lhe renderam 27 prêmios, entre eles cinco Medalhas de Ouro (Rio e São Paulo) Troféu Anita Malfati, Troféu de Melhor obra do Salão de Belas Artes e outros. No exterior, a pintora expor em Buenos Aires, Nova York (Artexpo) Miami (Spectrum), em galerias de Lisboa, Londres, Roma e Paris. 

Como presidente da Fundação Cultural do Estado da Bahia, introduziu as artes plásticas em projetos para jovens e produtores culturais; organizou o II Simpósio Internacional de Arte – Educação e o Internacional de Semiótica; construiu sete centros culturais (um deles, localizado na cidade de Valença, recebeu seu nome em razão dos projetos enviados, assim como a Biblioteca Olívia Gomes Barras, em Itiruçu); restaurou diversos museus (como o Recôncavo Wanderley de Pinho) e organizou 606 exposições, 146 ateliers, 290 cursos e 54 seminários, entre outros projetos. 

Durante seu mandato, até mesmo as crianças das 504 creches construídas no período foram beneficiadas através de iniciativas que as ajudavam a ter contato com objetos de arte, a fim de despertar suas curiosidades.



LOCAL DA EXPOSIÇÃO

IATE CLUBE DO RIO DE JANEIRO




O Iate Clube do Rio de Janeiro é um dos principais clubes do Rio de Janeiro. Clube social e esportivo foi fundado em 25 de março de 1920, em Laranjeiras, nascendo como Fluminense Yacht Club, um braço náutico do Fluminense Football Club, dirigido por Arnaldo Guinle. Situa-se na Avenida Pasteur, em terreno concedido pelo Ministério do Exército, na belíssima Enseada de Botafogo, onde se localizava um antigo forte.






O Iate Clube do Rio de Janeiro,  
fica situado na Avenida Pasteur, 333 - Urca.
Informações: Telefone: (21) 3223-7200



Como chegar ao Iate Clube.
(veja mapa)

visite o site






APOIO NA DIVULGAÇÃO






Nenhum comentário: