domingo, 17 de julho de 2016

DESTAQUES NA CULTURA E LITERATURA BRASILEIRA RECEBERÃO MEDALHAS DA ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS. CONFIRA.




Romancista Ignácio de Loyola Brandão é o primeiro vencedor do PRÊMIO MACHADO DE ASSIS, em seu novo formato – anuncia a Academia Brasileira de Letras.
 
Ignácio de Loyola Brandão
 
O romancista paulista de Araraquara, Ignácio de Loyola Brandão, pelo conjunto de sua obra, é o primeiro ganhador do PRÊMIO MACHADO DE ASSIS, no novo formato (a partir deste ano, o único a ser outorgado pela ABL), divulgou a Academia Brasileira de Letras.
 
Loyola Brandão receberá a importância de R$ 300 mil e diploma, que serão entregues em solenidade no Salão Nobre do Petit Trianon, no dia 20 de julho, quarta-feira, a partir das 17 horas, quando a ABL estará comemorando seus 119 anos de fundação.
Em seu novo formato, o Prêmio Machado de Assis valoriza e reverencia o autor brasileiro, ao consagrar o conjunto de sua obra, de acordo com a ABL. O vencedor fez parte, inicialmente, de uma lista tríplice entregue pelos Acadêmicos. Considerados os nomes mais votados, a Diretoria criou uma nova lista e a apresentou ao plenário em ordem alfabética. A seguir, houve a escolha do ganhador, por intermédio de votação secreta, em sessão acadêmica.
 A reformulação que resultou na concessão de um único prêmio, com o nome de Machado de Assis, objetiva conceder à láurea maior representatividade e relevância” afirmou: Domício Proença Filho - Presidente da ABL.
A Secretária-Geral, Acadêmica Nélida Piñon disse que “o vencedor de um prêmio que leva o nome de Machado de Assis encarna o espírito criador dos escritores brasileiros. A outorga deste prêmio alça o premiado à categoria de mestre da narrativa”.
A ABL, até 2015, concedia prêmios em diversas áreas (poesia, ficção, ensaio, literatura infanto-juvenil, tradução, cinema e História e Ciências Sociais). A partir deste ano, apenas o PRÊMIO MACHADO DE ASSIS será o representativo da Academia, intercalando as áreas de Literatura e de Humanas, sempre com a condição de valorizar o conjunto de obra dos autores selecionados.


            Maximiano de Carvalho e Silva        Carlos Alberto Serpa de Oliveira.


Na oportunidade, a ABL também fará a entrega das MEDALHAS JOÃO RIBEIRO ao escritor Maximiano de Carvalho e Silva e educador Carlos Alberto Serpa de Oliveira.

A MEDALHA JOÃO RIBEIRO foi criada em 1962 pela ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS para homenagear pessoas ou instituições nacionais que se destacavam no âmbito editorial e cultural.

 
Sede da Academia Brasileira de Letras.
Rio de Janeiro - RJ - Brasil.




 
Matéria postada
nos seguintes sites também.
 
 

Veja no link do Portal Sem Fronteiras:


 
 
Veja no link do site da
ALACE - Academia de Letras e Artes do Ceará.

 



************************
 
 

Quanto ao escritor Maximiano de Carvalho e Silva esta revista já prestou uma singela homenagem.
Veja no link:






 
 
 
APOIO CULTURAL NA DIVULGAÇÃO
 
 
 
 


 

 

 FONTE: Academia Brasileira de Letras.
 
 

Nenhum comentário: