sábado, 1 de maio de 2021

CÂNTICO DO TRABALHADOR POESIA DE ALBERTO ARAÚJO EM HOMENAGEM AO DIA DO TRABALHADOR

 



CÂNTICO DO TRABALHADOR

 

 

Deus! Eu sou a Vossa criatura de Amor

Homem sério, modesto e labutador.

Do barro forte e elegante Vós me fizestes.

E da minha costela, a mulher, compusestes!

 

Sou a razão da vida, a seara aguerrida.

A fonte fecundante e apetecida.

Poderoso manancial em terra brava.

Solo airoso perpetuado à Vossa casa.

 

Vós me fizestes para principiar

e jamais abandonar a labutação.

Também a mim prometestes não abandonar.

Em mim perpetrastes o bondoso coração.

 

Sou o homem argucioso e aguerrido,

que semeia o grão pródigo para o gado.

Vosso filho abençoado e querido.

Vosso gibão, árvore fértil e o arado.

 

Pai Celestial, Senhor Onipotente.

Sou o Vosso garboso e bem-feito ente.

Sou no ventre do chão, um lutador,

que cuida das Vossas maravilhas com Amor.

 

Sou audaz, sou trabalhador.

Sou guerreiro, impávido lutador.

Tenho Fé e Esperança no coração.

Corajosamente, planto o chão.

 

Sou um combatente com coragem.

Seco a colheita sob a aragem.

Cuido do rebanho e do armazém.

Em vida peço a Vossa infinita proteção

para que estejamos juntos no Céu-além.

AMÉM.

 



By ©Alberto Araújo,

Niterói, 01 de maio de 2021


Nenhum comentário: